Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Gestão Estratégica para Salões de Cabeleireiro

Liderança de Clientes
Liderança para GC
Coaching
Inteligência Emocional
Gestão Emocional
Estilos de Liderança
Liderança e Gestão
Comunicação Organizacional
As pessoas e a organização
Conceito de Lideraça

Índice

Apresentação do trabalho individual;
Trabalho Individual;
Dinâmicas em «sala de aula»;

Momentos de avaliação

Conceito de Liderança

O que é a liderança?

O que é ser líder?

“ É melhor liderar a partir da retaguarda e colocar outros à frente, especialmente quando estamos a celebrar uma vitória por algo muito bom que aconteceu. Mas deves tomar a linha da frente quando há perigo. Desta forma as pessoas irão apreciar a tua liderança.” Nelson Mandela

+ info

https://www.youtube.com/watch?v=aUYSDEYdmzw

+ info

A liderança é uma composição de múltiplos aspetos e experiências, daí uma única teoria de liderança não ser suficiente para compreender o fenómeno (McGuire, 2014, 197).

Durante o dia-a-dia conseguimos ver vários exemplos e constantes sinais de atos de liderança, de liderar e ser liderado, tanto individualmente, como em grupo.

Conceito de Liderança

Importa referir que num grupo liderar significa manter os seus componentes focados em atingir objetivos comuns. Resolver os problemas que vão surgindo nesses objetivos e dar retorno nas tarefas a desenvolver.

Existem quatro competências associadas à liderança mais importantes para o futuro e elas são as seguintes: i) Liderar pessoas; ii) Planear estrategicamente; iii) Compromisso inspirador; e, iv) Gerir a mudança.

Conceito de Liderança

Jack Welch (2009) caracteriza os líderes com um saber fazer que se enquadra em 8 tarefas: Os líderes melhoram constantemente o nível da sua equipa, fazendo de cada encontro uma oportunidade para avaliar, orientar (coach) e construir autoconfiança; Os líderes certificam-se de que a sua equipa não conhece apenas a visão, mas que a vive e a respira.

Conceito de Liderança

Os líderes contagiam todos e transmitem energia positiva e otimismo. Os líderes estabelecem confiança com franqueza, transparência e consideração. Os líderes têm coragem para tomar posições impopulares e seguir a sua intuição. Os líderes investigam e incentivam com uma curiosidade que toca o cepticismo, assegurando que as suas perguntas são respondidas com ações. Os líderes incentivam a aprendizagem e que se corram riscos, estabelecendo o exemplo. Os líderes comemoram.

Conceito de Liderança

As Pessoas e a organização

Refere-se a uma abordagem de liderança que se concentra em liderar a si mesmo antes de liderar os outros. É um conceito fundamental nos ciclos de liderança, onde os líderes são incentivados a desenvolverem-se pessoalmente antes de influenciarem e liderarem as suas equipas.

Ciclos de Liderança - Liderar o «EU»

Quando os líderes já possuem clareza sobre si mesmos, eles precisam de desenvolver habilidades de autogestão para maximizar seu potencial. Isso inclui gerir o tempo de forma eficaz, estabelecer metas pessoais e manter um equilíbrio saudável entre vida profissional e pessoal.

Neste ciclo os líderes devem começar por entender os seus próprios valores, motivações, pontos fortes e áreas de desenvolvimento.

Ciclos de Liderança - Liderar o «EU»

Liderar o «Eu» é um pré-requisito fundamental para liderar os outros de forma eficaz. Ao desenvolver habilidades de auto liderança, os líderes podem criar um alicerce sólido para influenciar positivamente suas equipas, alcançando assim resultados excepcionais.

Ciclos de Liderança - Liderar o «EU»

É uma extensão do conceito de liderar o "EU" e refere-se à capacidade que um líder tem de influenciar e inspirar a sua equipa de forma eficaz, promovendo trabalho de equipa, com objetivos compartilhados. É neste ciclo que se trabalha na promoção e criação de uma cultura de confiança, aonde os colaboradores se sentem seguros em expressar as suas opiniões e correr riscos.

Ciclos de Liderança - Liderar o «NÓS»

Liderar o "Eles" é um estádio avançado de liderança que requer habilidades de influência, comunicação e colaboração sofisticadas. Os líderes neste estádio têm a responsabilidade de criar impacto positivo não apenas dentro de suas equipas e organizações, mas também na sociedade e no mundo em geral.

Ciclos de Liderança - Liderar o «ELES»

https://www.youtube.com/watch?v=lmyZMtPVodo&t=313s

COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

Cada organização tem a sua própria cultura, que fornece aos seus membros um sentido comum na interpretação da vivência organizacional. Essa cultura é entendida como um sistema de conhecimentos, valores, crenças, ideias, leis, discursos e ações. E da forma como estes elementos interagem, resulta a identidade organizacional (Fisher, 1993).

Linguagem da Liderança

A comunicação permite às pessoas gerar e partilhar informações, que lhes dão capacidade de cooperar e de se organizarem.

Comunicação Organizacioal

1. Comunicação Clara e Direta: Os líderes devem comunicar as suas ideias de forma clara e compreensível, evitando ambiguidades e equívocos. 2. Narrativa Persuasiva: Os líderes usam histórias poderosas e exemplos inspiradores para conectar emocionalmente com suas equipas e motivá-las a alcançar seu potencial máximo.

A linguagem da liderança refere-se ao uso eficaz da comunicação verbal e não verbal pelos líderes para inspirar, motivar, influenciar e guiar as suas equipas em direção aos objetivos organizacionais:

Linguagem da Liderança

3. Empatia e Escuta Ativa: Líderes eficazes mostram empatia com as suas equipas, demonstrando compreensão e sensibilidade às necessidades e preocupações dos membros. Estar genuinamente interessado nas opiniões e perspectivas dos outros, criando um ambiente onde todos se sintam valorizados e ouvidos. 4. Feedback Oportuno: Fornecer feedback regular e específico sobre o desempenho dos membros da equipa, reconhecendo o que está a correr bem e identificar áreas que devem ser melhoradas.

Linguagem da Liderança

desenvolvimento pessoal e liderança

Liderança vs. Gestão

Dinâmica de grupo

  1. Existe diferenças entre liderança e gestão?
  2. Existe diferenças entre ser líder e gestor?
  3. Se sim, enumere essas diferenças.
  4. Os contextos em que atuam são diferentes?
  5. É mais importante ser líder ou gestor?
  6. Um gestor pode ser líder?
  7. Um líder pode ser gestor?

Liderar é uma das funções dos gestores. O ideal é que todos os gestores sejam líderes, pois assim combinam as qualidades de gestão e liderança, contribuindo para o fortalecimento da organização. Porém, nem todos os líderes são gestores e nem todos os gestores são líderes.

Liderança vs. Gestão

A liderança nas organizações é de tal forma importante que muitas vezes este conceito confunde-se com o de gestão. A gestão e a liderança são ambas importantes nas organizações.

Os líderes tendem a exercer influência de modo a alterar estratégias e decisões, desenvolvendo novas abordagens e sinergias com o fim de motivar as pessoas.

Os gestores tendem a privilegiar o controlo e a racionalidade, tentando resolver todos os problemas que surjam, focando a atenção nos objetivos, recursos e estruturas da organização.

Planeamento, organização e execução

Formativa, proativa e relacionada com a resolução de problemas, estando mais ligada com conceitos como visão, missão e valores

Liderança vs. Gestão

A principal diferença entre gestão e liderança é que a gestão promove a estabilidade, a ordem e a resolução de problemas numa organização, enquanto a liderança promove a visão, a criatividade e a mudança. A boa gestão é necessária para ajudar a organização a cumprir os seus compromissos, a boa liderança é necessária para lançar a empresa para o futuro (Maçães, 2017).

Liderança vs. Gestão

Os estilo de liderança tem subjacente alguns fatores como: a experiência dos elementos, a dimensão do grupo e as competências de cada um. Pode ainda depender de um conjunto de características relativas ao líder, como por exemplo a confiança nos colaboradores. A liderança pode ser dividida em diferentes estilos, consoante o comportamento que o líder decide utilizar e na forma como expressa o seu poder de liderança.

Estilos de Liderança

É gerado um clima de tensão e frustração, limitando a autonomia e liberdade de ação dos mesmos, o que leva à falta de iniciativa, criatividade e à inexistência de relações entre os elementos do grupo.

Estilo Autoritário/Autocrático: O líder autoritário transmite aos colaboradores todas as tarefas que têm de realizar e em que moldes serão desenvolvidas sem qualquer intervenção por parte dos mesmos.

Este estilo desenvolve o bom relacionamento e ritmo de trabalho, promovendo as relações de amizade entre os elementos do grupo, o que leva à melhoria das tarefas desenvolvidas.

Estilo Democrático: O líder democrático orienta e apoia os seus colaboradores. Estes possuem autonomia e liberdade de ação e são chamados a participar em algumas decisões, embora predomine a voz do líder.

Com este estilo denota-se falta de organização e coordenação e, por vezes, alguma falta de respeito entre os elementos do grupo, uma vez que o líder não desempenha as suas funções e nem impõe regras, este começa a ser desrespeitado.

Estilo Liberal: Também conhecido pelo estilo laissez-faire e caracteriza-se pelo líder não interferir com o trabalho dos colaboradores, dando-lhes liberdade total para as decisões grupais ou individuais. O líder apenas comenta e participa apenas quando é solicitado pelos mesmos.

Com qual dos estilos se identificam? E porque?No dia-a-dia que ações têm para que se assemelhem com estes estilos apresentados?Concordam com estes estilos?Que estilos conhecem?

Debate

Com qual dos estilos se identificam? E porque?No dia-a-dia que ações têm para que se assemelhem com estes estilos apresentados?Concordam com estes estilos?Que estilos conhecem?

Debate

Que administrador não usa o argumento de que o sucesso de uma empresa está relacionado com o bem-estar e segurança dos trabalhadores? No entanto, somos hoje confrontados com notícias de escândalos corporativos potenciados pelos líderes de empresas (Administradores, CEOs) que tomam decisões contrárias a esses princípios, muitas vezes em prol das suas motivações e interesses pessoais.

Tríade Negra de Liderança

Que características e traços de personalidade têm estes líderes?Exemplos de líderes?

Tríade Negra de Liderança

Psicopatia: considerado o traço mais negro e caracteriza os indivíduos altamente impulsivos, sem qualquer consideração pelos outros, sem empatia e sem qualquer sentimento de culpa associado aos seus comportamentos agressivos

Narcisismo: forte sentido de superioridade, grandiosidade e egocentrismo.

Maquiavelismo: tendência de maximizar os proveitos pessoais, usando os outros para atingir os seus objetivos pessoais.

A Tríade Negra (Dark Triad) é composta pelos traços de maquiavelismo, narcisismo e psicopatia. No contexto organizacional, a Tríade Negra é subclínica, ou seja, não produz manifestações a um nível que necessite de intervenção clínica (Diller e colaboradores, 2021).

Tríade Negra de Liderança

Motivação de pessoas e equipas

Rui Nabeiro destaca que «o sucesso ou fracasso de uma empresa depende, fundamentalmente, de uma boa ou má liderança. Uma boa liderança deve ser sustentada com uma gestão cuidada e permanente. O líder deve ser uma pessoa próxima dos colaboradores. Ter metodologia, dar suporte, entusiasmar, cativar. Um líder conquista pessoas, consegue envolvê-las, transmitir segurança.»

É importante reforçar que um líder, para gerir com eficácia uma equipa deve ter conhecimentos sólidos sobre os assuntos que fazem parte da tarefa a executar e mostrar e inspirar confiança a essa e nessa equipa.

Gestão emocional & Inteligência Emocional

O autor demonstra que líderes emocionalmente inteligentes possuem uma vantagem significativa ao lidar com desafios e alcançar resultados excepcionais. Quem é líder precisa saber lidar com suas emoções e com as dos seus colaboradores para conseguir extrair o melhor de cada um, criar um ambiente de trabalho saudável e gerar resultados para a empresa.

Para Daniel Goleman, independentemente dos estilos de liderança, os líderes mais eficazes têm apresentado algo em comum: todos eles apresentam um elevado grau de inteligência emocional.

Inteligência Emocional

O autor demonstra que líderes emocionalmente inteligentes possuem uma vantagem significativa ao lidar com desafios e alcançar resultados excepcionais. Quem é líder precisa saber lidar com suas emoções e com as dos seus colaboradores para conseguir extrair o melhor de cada um, criar um ambiente de trabalho saudável e gerar resultados para a empresa.

Para Daniel Goleman, independentemente dos estilos de liderança, os líderes mais eficazes têm apresentado algo em comum: todos eles apresentam um elevado grau de inteligência emocional.

Inteligência Emocional

Porém, ter uma boa inteligência emocional parte principalmente de um processo interno.

Algumas pessoas procuram ajuda externa para desenvolver a sua inteligência emocional, seja por meio de terapia, com coaching, ou até mesmo por meio da realização de cursos. Este olhar «para fora» pode contribuir para identificar situações que não são tão visíveis e que podem passar de despercebidas pelas pessoas.

Inteligência Emocional

(1) Autoconsciência: Capacidade de entender a si e suas próprias emoções, descobrindo as suas fraquezas e forças individuais a aprender a valorizar-se;(2) Autorregulação: a capacidade de controlar os seus sentimentos, pensando antes de falar e agir e não deixar as emoções impactam negativamente a sua postura e o ambiente ao redor; (3) Motivação: a capacidade de se manter motivado por conta própria, tendo a resiliência para alcançar os seus objetivos;

Daniel Goleman, elaborou o conceito dos 5 pilares dessa competência:

O gestor é capaz de ter um profundo conhecimento de si, saber controlar as suas emoções e lados negativos para não prejudicarem o ambiente de trabalho, manter a motivação continuamente e inspirar essa postura nos seus colaboradores.

(4) Empatia: a capacidade de sentir e entender as emoções dos outros, tendo habilidade para se conectar com as pessoas ao redor; (5) Habilidades sociais: ter competências emocionais que facilitam o relacionamento com os outros.

Diário Emocional: Reserve alguns minutos todos os dias para escrever em um diário emocional. Anote as emoções do dia, o que as fez desencadear e como lidou com elas. Isso irá ajudar a desenvolver o autoconhecimento e a identificar padrões emocionais. Técnicas de Relaxamento: Aprenda e pratique técnicas de relaxamento, como a respiração profunda, meditação, yoga ou exercícios de relaxamento muscular progressivo. Reserve alguns minutos diariamente para praticar essas técnicas, especialmente em momentos de maior stersse. Escuta Ativa: Pratique a escuta ativa nas interações diárias. Isso envolve ouvir atentamente o que a outra pessoa está a dizer sem interromper, demonstrando interesse genuíno nos seus sentimentos.

Estratégias para implementar...

1) O que são emoções? 2) Criar uma lista de todas as emoções que conhecem; 3) Contar situações do dia-a-dia em que sentem os diferentes tipos de emoções. 4) Como gerem as emoções.

Exercício «Momento de partilha»:

O Coaching em Liderança tem como objetivos desenvolver habilidades de lideranças eficazes, aumentar a autoconsciência e autoeficácia do líder, melhorar as habilidades de comunicação e relacionamento interpessoal, identificar e superar desafios específicos de liderança, capacitar o líder a inspirar e motivar a sua equipa e ajudar o líder a alcançar metas organizacionais e pessoais.

O Coaching é um processo colaborativo e orientado para objetivos, no qual um coach (profissional treinado) ajuda o coachee (cliente) a atingir seu potencial máximo, tanto pessoal quanto profissionalmente.

Coaching

Estabelecimento de metas: Identificar objetivos claros e mensuráveis para o processo de coaching. Avaliação e Feedback: Avaliar as habilidades de liderança atuais através de feedbacks 360 graus, avaliações de competências e autoavaliações. Planeamento de desenvolvimento: Desenvolver um plano personalizado que aborde as áreas de melhoria identificadas e capitalize as forças do líder. Sessões de Coaching: Encontros regulares entre o coach e o líder para explorar desafios, desenvolver habilidades e implementar estratégias de crescimento. Acompanhamento e Avaliação: Monitorizar o progresso ao longo do tempo, ajustar o plano conforme necessário e celebrar as conquistas alcançadas.

Liderança para gerentes de cabeleireiros

  • Empatia: Compreender as necessidades e preocupações dos clientes e da equipa.
  • Comunicação Efetiva: Ser capaz de se comunicar de forma clara e empática com clientes e funcionários.
  • Criatividade: Estar aberto a novas ideias e tendências, tanto em termos de serviços de beleza quanto de gestão do negócio.
  • Gestão do Tempo: Capacidade de gerenciar o tempo de maneira eficaz para atender às necessidades dos clientes e da equipa.
  • Visão Empresarial: Ter uma visão clara do negócio e capacidade de tomar decisões estratégicas para o sucesso a longo prazo..

Características da Liderança em Cabeleireiros

  • Desenvolvimento da Equipa: Investir no desenvolvimento profissional da equipa por meio de treino contínuo e feedback construtivo.
  • Motivação da Equipa: Reconhecer e recompensar o bom trabalho, criar um ambiente de trabalho positivo e incentivar a colaboração.
  • Gestão de Conflitos: Resolver conflitos de forma rápida e eficaz para manter a harmonia no ambiente de trabalho.

Estratégias de Liderança em Cabeleireiros

  • Atendimento ao Cliente: Priorizar um atendimento excepcional ao cliente, garantindo que as expectativas sejam superadas em cada visita.
  • Gestão Financeira: Gerir as finanças do salão de forma responsável, garantindo a rentabilidade do negócio e a equidade na remuneração dos funcionários.

Estratégias de Liderança em Cabeleireiros

  • Fluxo de Clientes: Lidar com a sazonalidade e prever os períodos com maior e menor afluência.
  • Retenção de Clientes: Construir relacionamentos sólidos e coesos com os clientes para garantir sua fidelidade e retorno ao salão.
  • Turnover de Funcionários: Recrutar e reter talentos qualificados num mercado competitivo.

Desafios da Liderança em Cabeleireiros:

  • Tendências em constante mudança: Manter-se atualizado sobre as tendências de beleza e tecnologias emergentes.
  • Pressão da Concorrência: Competir com outros salões de cabeleireiro na área, diferenciando-se por meio de serviços excepcionais e experiências únicas.

Desafios da Liderança em Cabeleireiros:

  • Criação de Cultura Empresarial: Estabelecer valores e normas que promovam um ambiente de trabalho positivo e uma experiência excepcional para os clientes.
  • Maximização do Potencial da Equipa: Capacitar os funcionários para que alcancem seu pleno potencial e contribuam para o sucesso do negócio.
  • Satisfação do Cliente: Garantir que cada cliente tenha uma experiência memorável e que saia satisfeito, aumentando a probabilidade de retorno e recomendação.

Importância da Liderança em Cabeleireiros

Sucesso Financeiro: Gerir efetivamente os recursos e as operações para garantir a sustentabilidade financeira do salão a longo prazo.Impacto na Comunidade: Criar um negócio que não apenas forneça serviços de beleza, mas também contribua para a comunidade local e promova o bem-estar dos clientes e funcionários.

Importância da Liderança em Cabeleireiros

A liderança em cabeleireiros é fundamental para o sucesso do negócio, pois envolve habilidades de gestão, motivação da equipa, atendimento ao cliente e adaptação às tendências em constante mudança do mercado de beleza. Um líder eficaz no ramo de cabeleireiros deve ser capaz de equilibrar a criatividade e a visão empresarial para proporcionar uma experiência excepcional aos clientes e garantir o sucesso a longo prazo do salão.

Importância da Liderança em Cabeleireiros

A liderança de clientes e o atendimento ao cliente são aspetos críticos para o sucesso de qualquer negócio, especialmente num salão de cabeleireiro, onde a satisfação do cliente desempenha um papel significativo na fidelização e na construção de uma reputação positiva.

Liderança de Clientes

(1)Crie uma cultura centrada no cliente: Como líder, é fundamental enfatizar a importância do cliente em todas as interações da equipa. Isso inclui desde o treinamento inicial dos funcionários até o reforço constante da importância do serviço ao cliente em todas as operações diárias do salão. (2) Estabeleça padrões elevados de atendimento ao cliente: Defina expectativas claras para a equipa em relação ao atendimento ao cliente e certifique-se de que todos compreendam e adotem esses padrões. Isso pode incluir a atenção aos detalhes, a prontidão para resolver problemas e a comunicação eficaz com os clientes.

Estratégias

(3)Capacite sua equipa para lidar com diferentes tipos de clientes: Nem todos os clientes serão iguais, e é importante que sua equipe saiba como adaptar seu estilo de atendimento para atender às necessidades e preferências individuais de cada cliente. Isso pode envolver treino em habilidades de comunicação, empatia e resolução de conflitos.(4)Promova uma abordagem proativa para resolver problemas: Incentive sua equipa a ser proativa na identificação e resolução de problemas de atendimento ao cliente. Isso pode incluir a antecipação de necessidades do cliente, oferecendo soluções criativas e garantindo que os clientes saiam satisfeitos, mesmo em situações desafiadoras.

Estratégias

(5) Ouça o feedback dos clientes e aprimore continuamente o serviço: Encoraje os clientes a fornecer feedback sobre sua experiência e use essas informações para identificar áreas de melhoria. Esteja aberto a críticas construtivas e use-as como uma oportunidade para aprimorar o serviço oferecido pelo salão.(6) Reconheça e recompense o excelente atendimento ao cliente: Celebre e recompense os membros da equipa que se destacam no atendimento ao cliente. Isso pode incluir reconhecimento público, incentivos financeiros ou outras formas de reconhecimento que demonstrem sua apreciação pelo esforço e dedicação

Estratégias

A liderança eficaz em cabeleireiros não se limita apenas à gestão de equipas e operações, mas estende-se ao cultivo de uma cultura centrada no cliente e no serviço excepcional. Os líderes neste campo devem demonstrar habilidades de comunicação, empatia e resolução de problemas, capacitando suas equipas para promover experiências memoráveis aos clientes.

Em suma...

Foi um enorme prazer contar com vocês nesta formação!!

Obrigada!

Got an idea?

Let the communication flow!

With Genially templates, you can include visual resources to wow your audience. You can also highlight a particular sentence or piece of information so that it sticks in your audience’s minds, or even embed external content to surprise them: Whatever you like!Do you need more reasons to create dynamic content? No problem! 90% of the information we assimilate is received through sight and, what’s more, we retain 42% more information when the content moves.

  • Generate experiences with your content.
  • It’s got the Wow effect. Very Wow.
  • Make sure your audience remembers the message.

Got an idea?

Let the communication flow!

With Genially templates, you can include visual resources to wow your audience. You can also highlight a particular sentence or piece of information so that it sticks in your audience’s minds, or even embed external content to surprise them: Whatever you like!Do you need more reasons to create dynamic content? No problem! 90% of the information we assimilate is received through sight and, what’s more, we retain 42% more information when the content moves.

  • Generate experiences with your content.
  • It’s got the Wow effect. Very Wow.
  • Make sure your audience remembers the message.