Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

começar

“Os Lusíadas”

Tempestade e chegada á Índia

Canto VI (Est.70-77)

Planos:

Nestas estâncias surge uma tempestade,quando os portugueses partem de Melinde a caminho de Calecut. Os navegadores estavam atentos á narrativa de Veloso quando o mestre toca o apito avisando que vinha uma tempestade mas antes que conseguisem fazer a manobra os ventos fazem as velas em pedaços com um ruído estrondoso.A tripulação ficou assutada e aflita pois o barco ja tinha água pelos bordos, os soldados tentam resolver a situação mas todos os esforços são inúteis. A grande nau agora parecia um pequeno batel nas ondas gigantescas,os marinheiros ficaram com as naus destruidas.A tempestade continuava cada vez mais forte que até as aves marítimas cantavam tristes junto da costa brava.

Planos:

Plano da Viagem,Plano do Maravilhoso e Plano do Poeta

Narrador:

Poeta (Luíz Vaz de Camões)

Resumo:

Est.70 Surge uma tempestade.

Comportamentos e ações relevantes

Est.71 O mestre dá ordens mas antes que conseguisem amainar a vela os ventos fortes fazem a vela em pedaços.

Est.72 Reação dos marinheiros em relação á tempestade-aflitos e asustados sem saber o que fazer.

Est.73 É notória a coragem dos soldados para enfrentar a tempestade, fazendo todos os esforços que podiam, mas não conseguiam lutar contra a tempestade.

Est.74 A violência dos ventos e das ondas era tanta que a grande nau parecia um pequeno batel nas ondas gigantescas, que até se espantava ver como se aguentava no mar.

Est.75 O estado das naus, a nau de Paulo da Gama ficou com o mastro quebrado e o navio de Nicolau Coelho não sofreu danos pois o mestre amainou a vela antes do tufão (furacão).

Est.76 A tempestade contínua cada vez mais forte com ondas enormes, ventos fortes e raios que alumiavam o céu.

Est.77 Reação das aves e golfinhos, que com a tempestade fugiram asustados e tristes.

Caracterização de personagens

estado de espírito

Est.70 Personagem : Mestre - É sempre vigilante e da orientações concretas para a tripulação se preparar para a tempestade.

Est.71 Personagem : -Mestre - Dá ordens aos marinheiros para recolher as velas.

Est. 72 Personagem : -Mestre : continua a dar ordens, manda amainar a vela do barco.

Est.73 Personagem : -Os soldados e experientes que dão a bomba; Três marinheiros que não para segurar o leme então perdem a corda ao leme para maior segurança.

Est. 74 Personagem : Não ha personagens; A Nau de Vasco da gama perdeu a vela grande.

Est.75 Personagem : Não há personagens ; A Nau de Paulo da gama quebrou o mestre so meio e vai todo aleijado.

Est.76 Personagem : -Não há personagens ; As ondas são tão violentas e os ventos vinham de todos os lados.

Est.77 Personagem: Não há personagens ; As aves marinhas fugiram para a costa (por causa da tempestade) ; Os golfinhos mergulhavam para fugir do vento forte.

Estado de espírito: medo, tristeza e aflição

Recursos expressivos

Est.70 Perífrase: “daquela nuvem negra que aparece” Refere-se á tempestade

Est.71 Dupla adjetivação: “grande e súbita” Realça a grandeza da tempestade

Est.72 Personificação: “O céu fere com gritos” Refere-se ao barulho estrondoso da tempestade Dupla adjetivação: “temor e desacordo” Realça a reação dos marinheiros em relação á tempestade

Est.73 Dupla adjetivação: “duros e forçosos” Refere a força e determinação dos marinheiros em proteger o barco da tempestade

Est.74 Hipérbole: “Os ventos eram tais, que não puderam mostrar mais força de ímpeto cruel” Realça a força dos ventos (Esta frase também contém uma oração subordinada adverbial consecutiva) Antítese: “a pequena grandura dum batel” Mostra a resistência da nau

Est.75 Perífrase: “Aquele que a salvar o mundo veio” Refere-se a Deus

Est.76 Antítese: “Agora sobre as nuvens os subiam as ondas de Neptuno furibundo; agora a ver parece que desciam” Realça a violência das ondas Anáfora: repetição da palavra “agora” no início das frases Enumeração: e Perífrase: “Noto, Austro, Áquilo” Enumera os ventos que vinham de todas as direções, refere-se aos ventos. Dupla adjetivação: “negra e feia” Realça a feiura da noite

Est.77

Est.77 Personificação: “que as furiosas águas lhes causaram” Realça a violência das ondas

Linguagem e pontuação expressiva

Linguagem: rica e elegante, flexível e sonora com sensasões auditivas e visuais. Pontuação expresiva: pontuação variada para criar ritmo e ênfase, destacando a grandiosidade e perigo da jornada marítima.

Trabalho realizado por: Ana Filipa n°1 9°E Ana Costa n°2 9°E Leandro n°10 9°E Sara n°21 9°E