Want to make creations as awesome as this one?

More creations to inspire you

Transcript

Cravo

Ariana santos nº4 10ºF

Start

Indice

Porque o cravo é o símbolo do 25 de Abril?

O que simboliza os Cravos?

Porque o cravo é o símbolo do 25 de Abril?

Há 50 anos os Cravos Vermelhos marcaram uma das datas mais importantes da História de Portugal, a Revolução a 25 de Abril de 1974, mais conhecida como a “Revolução dos Cravos”. Nesse dia o povo português juntamente com as forças militares, insurgiram-se nas ruas contra o regime ditatorial da altura, uma revolução que iniciou o processo de instauração da democracia em Portugal.Nesse dia era a inauguração do novo serviço self-service do restaurante “Franjinhas”, em Lisboa, uma festa onde não podiam faltar flores, mais propriamente Cravos. Celeste Caeiro, empregada de mesa do restaurante, quando chegou ao trabalho soube que o estabelecimento ia encerrar naquele dia porque estava em marcha uma Revolução. Para que não houvesse desperdício de flores, Celeste levou consigo os Cravos até ao Rossio, onde os distribuiu pelos militares, que os colocaram no cano das suas armas. Esta imagem correu o mundo, simbolizando a revolução que alia os Cravos Vermelhos à liberdade e à ausência de derramamento de sangue.

O que simboliza os Cravos?

O Cravo é uma flor especial! esta flor é uma das mais populares do mundo! Dentro das suas inúmeras cores em tons de vermelho, rosa, amarelo, verde, branco entre muitas outras, o Cravo adquire vários significados. Os Cravos trazem um significado especial a qualquer ambiente ou ocasião. Por exemplo, os Cravos vermelhos, são símbolo da liberdade, das grandes vitórias, da força, paixão e conquista. Os cravos rosas Trazem lembrança da gratidão e da felicidade. Os cravos amarelos significam alegria e vivacidade.Os Cravos verdes representam a boa sorte e boas energias. Os cravos brancos têm o significado de paz e pureza entre outros..

  • Eu escolhi falar sobre os cravos porque eles foram o símbolo da grande mudança no nosso país e uma mudança de uma vida em ditadura para uma vida em liberdade.

Conclusão