Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Os organismos vivos são constituídos por unidades ou entidades químicas, as quais podem ou não estar estruturadas sob a forma polimérica. No entanto, é sob a forma de polímeros que o seu papel é mais significativo na dinâmica da vida. Entre os polímeros que caracterizam um organismo salientam-se os polissacáridos/ hidratos de carbono(moléculas que armazenam energia química), os prótidos-proteínas(moléculas estruturais que podem facilitar reações químicas específicas) e os ácidos núcleicos(moléculas nasquais a informação hereditária é armazenada). Além destas macromoléculas, encontramos outros compostos, igualmente responsáveis pela construção dos organismos biológicos. Trata-se dos lípidos, nomeadamente fosfolípidos, componentes essenciais das membranas biológicas; Ou seja, esta atividade pretende, com a produção de um bolo, chantilly e manteiga, identificar as principais biomoléculas presentes nos seus ingredientes, as suas funções, propriedades e como é que estas afetam a produção destes alimentos.

TRABALHO REALIZADO NO ÂMBITO DA DISCIPLINA DE BIOLOGIA

Quimica de um bolo

O principal objetivo desta atividade é identificar biomoléculase algumas das suas propriedadesrelevantesna produção de um bolo.

Introdução:

Objetivos:

Registo de resultados:

Fig. 1 - Bolo

Discussão de resultados/ Conclusão:

1.1 “As claras dos ovos, batidas, aumentam de volume”.

O que faz as claras batidas aumentarem de volume é a presença de proteínas, pois as mesmas têm a capacidade de diminuir a tensão superficial e proporcionar a separação da fase gasosa (ar) da fase líquida (clara do ovo), facilitando assim a formação de bolhas gasosas que irão permitir uma maior estabilidade. Durante esse processo, as proteínas sofrem alterações na sua forma que se estica, resultando no aumento do volume.

Fig.2 - Claras batidas em castelo

Fig.3 - Rótulo da caixa dos ovos, que foram usados

1.2” As natas, muito batidas, transformam-se em manteiga”.

As natas são uma emulsão, ou seja, uma mistura de água e gordura (lípidos). Quando batemos as natas, essa emulsão é revertida, formando uma massa consistente. Se pretendermos obter a manteiga, devemos misturar muito bem as natas, para que dessa forma separar a água da gordura (a gordura não é solúvel em água, então os dois só se juntam devido à emulsão). Ao retirarmos a água, ficamos com a manteiga. Tudo isto acontece, pois, quando a nata é batida, a mesma origina uma migração dos triglicerídeos cristalinos rígidos para o exterior do glóbulo, danificando a membrana. Ao continuarmos a bater as natas, irá decorrer uma expulsão de uma parte da fase aquosa e a retenção de outra parte em forma de pequenas gotículas de água.

1.3 “O bolo é um alimento doce”.

Na produção do bolo foi usado açúcar (rótulo na figura 5) que apenas é constituído por hidratos de carbono, mais especificamente, um dissacarídeo: sacarose, que resulta de uma ligação glicosídica entre a frutose e a glicose. Esta apresenta a característica de ser rapidamente solúvel em água, o que significa que, mal o açúcar chega à boca já se sente o doce pela rápida dissolução do mesmo. Pode-se concluir que o bolo é um alimento doce pois contém sacarose.

file:///C:/Users/esgc/Downloads/Protocolo%20quimica%20do%20bolo.pdf

Trabalho realizado por: Inês Santos, n.º15 10ct2; Grupo: Afonso Ricardo Ana; André Carvalho; Dinis; Diogo Farina; Gabriel; Guadalupe; Henrique; Inês.

https://www.google.com/url?sa=i&url=https%3A%2F%2Fwww.passeidireto.com%2Farquivo%2F70558898%2Fsacarose&psig=AOvVaw1WIB3rOme9SGIwd99bxffE&ust=1648503328248000&source=images&cd=vfe&ved=0CAsQjRxqFwoTCJCeqdKf5_YCFQAAAAAdAAAAABAD

Fig.4 - Manteiga acabada de ser feita

Fig.5 - Natas que foram utilizadas na atividade

Bibliografia/ webgrafia:

Este é um parágrafo pronto para conter criatividade, experiências e grandes histórias.

file:///C:/Users/esgc/Downloads/Protocolo%20quimica%20do%20bolo.pdf

file:///C:/Users/esgc/Downloads/Protocolo%20quimica%20do%20bolo.pdf

file:///C:/Users/esgc/Downloads/Protocolo%20quimica%20do%20bolo.pdf

Trabalho realizado por: Inês Santos, n.º15 10ct2;Grupo: Afonso Ricardo; Ana; André Carvalho; Dinis; Diogo Farina; Gabriel; Guadalupe; Henrique; Inês

file:///C:/Users/esgc/Downloads/Protocolo%20quimica%20do%20bolo.pdf

Introdução:

Biomoléculas

TRABALHO REALIZADO NO ÂMBITO DA DISCIPLINA DE BIOLOGIA

Os organismos vivos são constituídos por unidades ou entidades químicas, as quais podem ou não estar estruturadas sob a forma polimérica. No entanto, é sob a forma de polímeros que o seu papel é mais significativo na dinâmica da vida. Entre os polímeros que caracterizam um organismo salientam-se os polissacáridos/ hidratos de carbono(moléculas que armazenam energia química), os prótidos-proteínas(moléculas estruturais que podem facilitar reações químicas específicas) e os ácidos núcleicos(moléculas nasquais a informação hereditária é armazenada). Além destas macromoléculas, encontramos outros compostos, igualmente responsáveis pela construção dos organismos biológicos. Trata-se dos lípidos, nomeadamente fosfolípidos, componentes essenciais das membranas biológicas.

Fig. 1 - Bolo

Discussão de resultados:

Objetivos:

O principal objetivo desta atividade é identificar biomoléculase algumas das suas propriedadesrelevantesna produção de um bolo.

O que faz as claras batidas aumentarem de volume é a presença de proteínas, pois as mesmas têm a capacidade de diminuir a tensão superficial e proporcionar a separação da fase gasosa (ar) da fase líquida (clara do ovo), facilitando assim a formação de bolhas gasosas que irão permitir uma maior estabilidade. Durante esse processo, as proteínas sofrem alterações na sua forma que se estica, resultando no aumento do volume.

1.1 “As claras dos ovos, batidas, aumentam de volume”.

1.2” As natas, muito batidas, transformam-se em manteiga”.

As natas são uma emulsão, ou seja, uma mistura de água e gordura (lípidos). Quando batemos as natas, essa emulsão é revertida, formando uma massa consistente. Se pretendermos obter a manteiga, devemos misturar muito bem com as natas, para dessa forma separar a água da gordura (a gordura não é solúvel em água, então os dois só se juntam devido à emulsão). Ao retirarmos a água, ficamos com a manteiga. Tudo isto acontece, pois, quando a nata é batida, a mesma origina uma migração dos triglicerídeos cristalinos rígidos para o exterior do glóbulo, danificando a membrana. Ao continuarmos a bater as natas, irá decorrer uma expulsão de uma parte da fase aquosa e a retenção de outra parte em forma de pequenas gotículas de água.

Registo de resultados:

A biomolécula presente no açúcar responsável pelo sabor doce do bolo é a sacarose. A sacarose (C12H22O11) resulta de uma ligação glicosídica entre a frutose e a glicose, dois monómeros de igual símbolo químico (C6H12O6).

1.3 “O bolo é um alimento doce”.

Fig.2 - Claras batidas em castelo

Fig.3 - Rótulo da caixa dos ovos, que foram usados