Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

start

Eça de queirós

osmaias

Continue>

Este trabalho consiste em falar sobre a Obra "Os Maias" especificamente dos capitulos 13 e 14

introdução:

introdução

Capitulo XIII

"A catástrofe"

Capitulo XIII

Neste capítulo, intitulado "A Catástrofe", assistimos ao desfecho trágico da história de amor entre Carlos da Maia e Maria Eduarda. Após o escândalo causado pela descoberta do adultério de Maria Eduarda com Tancredo, um criado italiano, Carlos confronta-a furioso e acaba por desafiar Tancredo para um duelo. O duelo ocorre numa manhã nevoenta e Carlos é ferido gravemente. Maria Eduarda, atormentada pela culpa e pelo remorso, tenta cuidar de Carlos, mas este recusa qualquer ajuda e decide afastar-se dela. Carlos é levado para a casa de Benedita, onde, num último momento de lucidez, expressa arrependimento pelos erros que cometeu na vida. O capítulo termina com a morte de Carlos da Maia, simbolizando o trágico fim da sua relação com Maria Eduarda e o desfecho infeliz das suas vidas.

Capitulo XIV

Capitulo XIV

"O Imigrante"

No capítulo 14 de "Os Maias", intitulado "O Emigrante", o foco da narrativa se desloca para o destino de Afonso da Maia, pai de Carlos. Afonso, devastado pela morte do filho, decide deixar Portugal e mudar-se para a Itália, onde pretende viver seus últimos anos. Ele aluga uma villa em Sintra, onde passa a residir com a sua irmã, a condessa de Gouvarinho. A vida de Afonso na Itália é marcada pela melancolia e pelo isolamento, à medida que ele relembra os momentos felizes ao lado de Carlos e lamenta os erros que cometeu ao longo da vida. Apesar das tentativas da condessa de Gouvarinho em ajudá-lo a superar o luto, Afonso permanece imerso em sua tristeza. O capítulo termina com Afonso da Maia a refletir sobre o passado e a solidão que o cerca, enquanto se prepara para viver o resto de seus dias longe de sua terra natal.

FIM