Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

começar

trabalho feito por Maria Celina Brito12ºM número 10

A Expecialização precoce e o abandono

PRECOCE

Esportes com mais abandonos

Abandono Precoce

A especialização precoce

A iniciação desportiva

Introdução

Fontes

Conclusão

índice

A atividade desportiva é uma prática que vai além dos simples movimentos do corpo, é um campo onde valores éticos, sociais e individuais se entrelaçam, moldando não apenas os atletas, mas também comunidades e sociedades inteiras. No entanto, por trás do brilho dos estádios e da emoção de competir, surgem desafios éticos cruciais que ameaçam a integridade e o propósito essencial do esportes. Entre destes desafios a especialização e , consequentemente, abandono precoce de jovem atletas se destaca como um dos maiores problemas desportivos.

Introdução

E quais são a suas fases...

Parte 1

a INICIAÇÃO DESPORTIVA

Na terceira etapa, chamada de introdução ao treinamento as crianças estão mais desenvolvidas fisicamente e mentalmente. O objetivo agora é aprimorar técnicas individuais e táticas para melhorar o desempenho esportivo..

Na fase do aperfeiçoamento desportivo as crianças estão mais preparadas para aprender táticas e regras dos esportes, além de cooperar e interagir com os outros. Esta é uma boa fase para aprender e praticar esportes de equipe..

Nessa fase, o foco do treinamento é aprender habilidades motoras e movimentos básicos através de jogos simples. Ainda não é hora de competir.

fase 3 - Introdução ao treinamento

fase 2 - Aperfeiçoamento desportivo

fase 1 - Iniciação desportiva

a INICIAÇÃO DESPORTIVA

Os estudos sobre como as crianças começama praticar esportes datam das decadas 1970 e 1980, quando pesquisadores de diferentes países começaram a se interessar pelo assunto. A iniciação desportiva é o período em que as crianças começam a aprender de forma organizada e planejada a praticar esportes. Esse processo envolve a prática regular de uma ou mais modalidades esportivas, visando ao desenvolvimento integral da criança sem necessariamente envolver a competições regulares.De acordo com alguns pesquisadores, a iniciação desportiva pode ser dividida em três estágios. O proimeiro é chamado de iniciação desportiva, acontece por volta dos oito ou nove anos de idade. A segunda fase é chamada de fade do aperfeiçoamento desportivo e acontece entre os 10 e 11 anos. E por fim, a terceira etapa é chamada de introdução ao treinamento e acontece entre os 12 e 13 anos de idade.

A introdução de atividade desportiva é muito importante na fase infantil pois esta conecção com a atividade física é importante pata garantir que a pessoa tera uma vida saudável não importa a idade do indivíduo, diminuindo então a probabilidade de doenças ou condições limitantes.

e quais os efeitos físicos e psicológicos causados nos atletas....

Parte 2

a especialização precoce

  • Riscos de mais lesões (pelos treinos execivo)
  • Desgaste físico

Efeitos Físicos

  • incapacidade funcional e cognitiva de lidar com demandas
  • Desgaste Emocional
  • Abandono de responsabilidades

Efeitos Psicológicos

A especialização esportiva precoce é quando crianças começam a treinar muito cedo em apenas um esporte. Isso acontece porque todos querem ser bons desde cedo e por vontades impostas normalmente pelos pais as crianças são forçadas a acreditar que precisam ser as melhores no desporto que praticam. Treinar demais e começando muito cedo pode trazer problemas. Por exemplo, a criança pode se machucar mais facilmente, ficar cansada demais, ter dificuldades para se concentrar e até deixar a escola de lado para focar-se no seu "objetivo", além de que as crianças não possuem a maturidade ainda para as frustrações de uma completa vida atlética, por estes motívos a especialização deve apenas ocorrer numa fase final da adolecência onde o atleta já tem mais conhecimento sobre si e seus limites mas também o que procura ser como ser humano.

a especialização precoce

Após anos de dedicação, muitos atletas acabam desistindo de seu futuro profissional por diversos motivos.

Parte 3

o abandono precoce

o abandono precoce

Quando crianças são forçadas a se especializar precocemente em um esporte, isso pode causar um grande impacto psicológico nelas. Muitas vezes, elas se sentem sobrecarregadas pela pressão dos treinos intensos e da competição constante. Isso pode levar a problemas de autoestima, ansiedade e estresse. Além disso, a falta de diversão e tempo livre para brincar e interagir com outras crianças pode prejudicar o desenvolvimento social e emocional.O medo de errar e o constante sentimento de inadequação podem levar à desmotivação e ao abandono precoce do esporte. As crianças podem começar a associar o esporte a sentimentos negativos, em vez de prazer e diversão. Isso pode afetar não apenas sua paixão pelo esporte, mas também sua saúde mental e bem-estar geral.Além disso, a especialização precoce pode privar as crianças de uma variedade de experiências importantes de desenvolvimento. Elas podem perder a oportunidade de experimentar diferentes atividades e descobrir seus talentos e interesses individuais. Isso pode limitar suas perspectivas de vida e prejudicar seu crescimento pessoal e emocional.Portanto, é crucial reconhecer os riscos associados à especialização precoce e garantir que as crianças tenham tempo e liberdade para explorar uma variedade de atividades esportivas e recreativas. Isso não apenas promoverá um desenvolvimento mais saudável e equilibrado, mas também ajudará as crianças a desenvolverem uma relação positiva e duradoura com o esporte.

Em conclusão, a especialização esportiva precoce apresenta uma série de desafios e riscos significativos para o desenvolvimento físico, emocional e psicológico das crianças. Ao focar prematuramente em um único esporte e submeter as crianças a treinos intensos e competições frequentes, corre-se o risco de prejudicar sua saúde física, bem como sua saúde mental e emocional.Os problemas associados à especialização precoce, como lesões, desgaste físico e emocional, e a pressão excessiva podem levar ao abandono precoce da prática esportiva. Além disso, a falta de tempo para brincar, socializar e explorar outras atividades pode comprometer o desenvolvimento global das crianças.Portanto, é fundamental adotar uma abordagem mais equilibrada e holística para o desenvolvimento esportivo das crianças, promovendo uma variedade de experiências e atividades que permitam o crescimento físico, emocional e social saudável. Isso inclui garantir tempo para brincar, explorar diferentes esportes e atividades recreativas, e proporcionar um ambiente de apoio e incentivo, onde as crianças possam desenvolver uma paixão duradoura pelo esporte, mantendo seu bem-estar e felicidade em primeiro plano.

CONCLUSÃO

  • https://ubibliorum.ubi.pt/bitstream/10400.6/11481/1/8321_17892.pdf
  • https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=&ved=2ahUKEwjf5qanh--EAxUgV6QEHXqiD-gQFnoECBQQAw&url=https%3A%2F%2Fperiodicoscientificos.ufmt.br%2Fojs%2Findex.php%2Fcorpoconsciencia%2Farticle%2Fdownload%2F14244%2F12168%2F65289&usg=AOvVaw2a-FEKioqN1GvtoJLqCzYB&opi=89978449
  • https://revistas.ufg.br/fef/article/view/1786/3339

FONTES

OBRIGADA!