Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

VT-1
RT-R1
PC-1
Correção de rotas
RGE-E1
Execução
Exercício prévio SMAR
SMAR
SIGAE
Planejamento
Instâncias
Exercício prévio: Diagnóstico
Para quem não sabe aonde quer chegar, qualquer rio serve para navegar!

Conhecendo as etapas do Circuito de Gestão (CdG)

Conhecendo as etapas do Circuito de Gestão (CdG)

Grupo Gestor

Tem o papel de implementar o Circuito de Gestão. O grupo conta com o apoio do Inspetor Escolar e do servidor das Superintendências Regionais de Ensino (SREs) – responsável pelo Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) –, participa ativamente das Visitas Técnicas (VTs) e mobiliza a comunidade escolar no desenvolvimento das ações necessárias.

Visita Técnica 1 (VT-1)

Momento em que a escola apresenta a primeira versão do Plano de Ação e recebe as devolutivas sobre essa entrega. A partir das devolutivas, pode aprimorar a primeira versão e garantir a finalização do Plano de Ação (versão final) e dos Programas de Ação (escolas EMTI), atualizando-os no SIGAE.

Reunião de Gestão Integrada - Escola 1 (RGI-E1)

Está dividida em 2 momentos: Momento 1:

  • Compartilhar com as escolas o Plano de Ação da SRE e as diretrizes gerais que vão guiar o ano letivo vigente.
  • Propiciar momentos de diálogo e troca a respeito dos desafios que as escolas poderão enfrentar para atingir as metas e dos possíveis caminhos e soluções.
Momento 2
  • Apresentar os próximos passos a serem realizados, sanar dúvidas sobre a elaboração do Plano de Ação das escolas e a realização da Devolutiva dos Planos de Ação pelo Inspetor Escolar, e fornecer demais orientações para o planejamento das escolas.

Escolas

Instituições responsáveis por implementar o Circuito de Gestão junto à equipe escolar, envolvendo-a nas ações planejadas e nas Visitas Técnicas estabelecidas. As escolas contam com o apoio direto dos profissionais das Superintendências Regionais de Ensino (SREs), garantindo aos estudantes mineiros o direito a uma educação pública de qualidade.

Inspetor Educacional

Apoia a implementação do Circuito de Gestão (CdG) nas escolas de Ensino Médio e nas escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI).

Reunião de Trabalho Regional 1 (RT-R1)

Momento dedicado à elaboração do Plano de Ação da Superintendência Regional de Ensino(SRE) que tem como base a meta do Ideb Minas da SRE, o Plano de Ação da SEE, as diretrizes gerais apresentadas pela SEE e as evidências coletadas na 3ª SMAR/Parada Reflexiva do ano anterior, se houver.

Planejamento

O Planejamento é o ponto de partida do Circuito de Gestão. Essa etapa consiste na elaboração dos Planos de Ação a partir dos 6 objetivos estratégicos:

  • Tornar a escola mais atrativa e inclusiva, com a comunidade escolar atuante.
  • Preparar os estudantes para o mercado de trabalho, alinhado com o seu projeto de vida.
  • Ter profissionais motivados e atualizados quanto às demandas educacionais.
  • Implantar modelos inovadores de gestão escolar e ter lideranças motivadas e qualificadas.
  • Fortalecer o regime de colaboração entre Estado e Municípios.
  • Garantir a continuidade da aprendizagem para todos os níveis e etapas, da educação básica ao Ensino Superior.
O planejamento ocorre apenas no primeiro ciclo do CdG e é entendido como o “coração” do método, já que, quando bem-feito, é capaz de potencializar as etapas sequentes.

Ponto de Checagem 1 (PC-1)

Evento, remoto ou presencial, que acontece em todas as instâncias, com o objetivo de apoiar a escola na elaboração do Plano de Ação e dos Programas de Ação (escolas EMTI).

Dupla Gestora das Escolas

Tem o papel de implementar o Circuito de Gestão junto ao Grupo Gestor da escola. A dupla conta com o apoio do Inspetor Escolar e do servidor das Superintendências Regionais de Ensino (SREs) – responsável pelo Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) –, participa ativamente dos Pontos de Checagem (PCs), das Visitas Técnicas (VTs), das Reuniões de Gestão Integrada entre SREs e escolas e mobiliza a comunidade escolar no desenvolvimento das ações necessárias.

O Circuito de Gestão é uma metodologia utilizada no âmbito da estratégia Jovem de Futuro que objetiva promover a melhoria da qualidade da educação pública.

Circuito de Gestão (CdG)

O diagnóstico prévio de contexto pode acontecer por meio de formulários on-line ou off-line, reuniões e lista de priorização de hipóteses de problemas.

Exercício prévio: Diagnóstico

É papel da Superintendência Regional de Ensino (SRE) no diagnóstico prévio dentro do Circuito de Gestão do Jovem de Futuro: fornecer suporte técnico e pedagógico; realizar um diagnóstico prévio de contexto; estabelecer metas e Planos de Ação; e orientar e apoiar as equipes gestoras.O diagnóstico pode acontecer por meio de formulários on-line ou off-line, avaliação do desempenho acadêmico, reuniões e avaliações de docentes, devolutivas da comunidade escolar e análise de dados de frequência e disciplina. Na etapa de diagnóstico prévio dentro do Circuito de Gestão do Jovem de Futuro, os Inspetores têm a responsabilidade de realizar:

  1. Diagnóstico prévio de contexto;
  2. Análise da dinâmica institucional;
  3. Contato com os sujeitos;
  4. Acompanhamento do Circuito de Gestão.

Acesse o SIGAE em: https://sigae.institutounibanco.org.br/portal/login

O Sistema de Gestão para o Avanço Contínuo da Educação (SIGAE) é uma plataforma que tem como objetivo monitorar as fases do Circuito de Gestão. Na plataforma é possível acompanhar o planejamento, o desenvolvimento e a avaliação da gestão da educação pública de forma ágil e intuitiva, fornecendo informações em tempo real. Sua constante atualização é fundamental para apoiar o trabalho dos atores envolvidos no Circuito de Gestão (CdG).

SIGAE

Servidor da Superintendência Regional de Ensino responsável pelo Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI)

Cada profissional atua no fortalecimento e na garantia do Circuito de Gestão nas escolas de EMTI, de acordo com as responsabilidades definidas em cada etapa desenvolvida.

Superintendências Regionais de Ensino (SREs)

Instituições responsáveis por implementar o Circuito de Gestão, considerando as diretrizes da Secretaria de Estado de Educação (SEE), bem como as particularidades relativas ao território em que estão situadas e ao seu conjunto de escolas. As Superintendências devem considerar as ações fora da governabilidade das escolas e o apoio necessário a ser despendido às unidades escolares, com foco no alcance dos resultados e em suas necessidades específicas.

Secretaria de Estado de Educação (SEE)

Órgão responsável pela estratégia Jovem de Futuro, junto ao Instituto Unibanco, e por conduzir as diretrizes gerais para a rede. A SEE implementa o Circuito de Gestão no Órgão Central, dando início à etapa de Planejamento a cada ano, e, ao mesmo tempo, gera o apoio necessário às Superintendências Regionais de Ensino (SREs) e às escolas, com foco no atingimento dos objetivos estratégicos e dos resultados almejados, agregando visão mais sistêmica e em rede.