Want to make creations as awesome as this one?

More creations to inspire you

Transcript

A pesca artesanal é um tipo de pesca caracterizada principalmente pela mão de obra familiar, com embarcações pequenas, como canoas ou jangadas, ou ainda sem embarcações, como na captura de moluscos perto da costa. Sua área de atuação está nas proximidades da costa e nos rios e lagos.

Pesca Artesanal: Método: Utilização de técnicas tradicionais e equipamentos simples, como redes, anzóis, armadilhas e linhas, para a captura de peixes e outros organismos aquáticos. Escala de Operação: Realizada por comunidades costeiras ou ribeirinhas, com embarcações pequenas, como canoas, jangadas ou barcos a remo. Atua em áreas próximas à costa ou em rios e lagos. Objetivo: Garantir a subsistência das comunidades pesqueiras locais, fornecendo alimento e renda para as famílias envolvidas. Pesca Industrial: Método: Utilização de embarcações e equipamentos avançados, como redes de arrasto, redes de emalhar, cercadores de cardumes, sonares e tecnologias de localização de peixes, para capturar grandes quantidades de peixes de forma eficiente. Escala de Operação: Realizada em larga escala, frequentemente em águas oceânicas distantes da costa. Envolvem embarcações maiores e sofisticadas, com períodos prolongados de permanência no mar. Objetivo: Produção em massa e comercialização em larga escala, visando atender à demanda global por produtos pesqueiros e abastecer a indústria de processamento de pescado.

A pesca como atividade existe desde os primórdios da pré-história. Existem registos do ser humano pescando e coletando frutos dos mares, rios e lagos a milhares de anos. Os antigos egípcios praticavam a pesca, bem como os fenícios e os vikings e existem inúmeras citações na bíblia sobre pescadores e atividades pesqueiras praticadas de forma organizada. A pesca sempre foi uma atividade praticada como forma de proporcionar alimento e também como atividade socializadora e comunitária, pois muitas vezes são necessárias diversas pessoas para conseguirem retirar o produto pescado do seu ambiente natural, seja pelo peso ou quantidade adquirida. A pesca artesanal é caracterizada pela utilização de embarcações de pequeno porte como canoas e jangadas, muitas vezes familiar, e nas proximidades da costa ou às margens de rios e lagos. A pesca artesanal também pode ser praticada de forma desembarcada (sem barcos) onde está incluído nesse conceito a coleta de crustáceos (caranguejos, ostras, mexilhões). Esta modalidade pesqueira tem como característica principal a utilização de linhas, anzóis, armadilhas e também de redes de emalhe, cerco e arrasto de pequeno porte.

A distância da costa pode variar na pesca artesanal e industrial, dependendo das características locais, regulamentações e práticas específicas. Aqui estão algumas considerações gerais: Pesca Artesanal: Distância da costa: A pesca artesanal geralmente é realizada em áreas mais próximas da costa, como estuários, baías, enseadas e áreas costeiras. Os pescadores artesanais muitas vezes operam em águas rasas, onde a biodiversidade é rica e as comunidades pesqueiras estão localizadas. Pesca Industrial: Distância da costa: A pesca industrial pode ocorrer tanto em áreas próximas da costa quanto em águas oceânicas mais distantes. As embarcações industriais são capazes de se deslocar para áreas mais afastadas para explorar recursos pesqueiros em diferentes regiões. Algumas operações industriais se concentram em zonas de pesca oceânicas ou em áreas onde ocorrem grandes cardumes ou espécies-alvo específicas.

O tempo de permanência no mar pode variar tanto na pesca artesanal quanto na pesca industrial, dependendo de diversos fatores, tais como a distância percorrida até os locais de pesca, o tamanho da embarcação, os recursos disponíveis e as regulamentações pesqueiras aplicáveis. Aqui estão algumas considerações gerais: Pesca Artesanal: Tempo de permanência: Na pesca artesanal, os pescadores tendem a realizar expedições mais curtas, geralmente retornando à costa no mesmo dia ou em poucos dias. Eles podem sair para o mar de manhã cedo e voltar no final do dia, ou podem realizar pescarias ao longo de alguns dias antes de retornar à costa. Pesca Industrial: Tempo de permanência: Na pesca industrial, a duração das expedições pode variar significativamente. Alguns barcos de pesca industrial podem permanecer no mar por vários dias, semanas ou até meses, especialmente quando operam em águas oceânicas distantes da costa. A capacidade de armazenamento, como refrigeração e conservação de pescado a bordo, permite que as embarcações pesqueiras industriais permaneçam por períodos prolongados. É importante ressaltar que essas são apenas considerações gerais e que o tempo de permanência no mar pode variar amplamente dependendo dos fatores mencionados anteriormente, bem como das características específicas da pesca em cada região e das regulamentações pesqueiras aplicáveis.

A qualificação da mão de obra na pesca artesanal e industrial pode variar dependendo das práticas e exigências específicas de cada setor. Aqui estão algumas características gerais: Pesca Artesanal: Qualificação: A pesca artesanal muitas vezes é baseada no conhecimento tradicional transmitido ao longo das gerações. Os pescadores artesanais adquirem habilidades práticas por meio da experiência prática e do aprendizado com pescadores mais experientes da comunidade. Eles desenvolvem um conhecimento íntimo dos recursos pesqueiros locais, como as espécies, os padrões de migração, os habitats e as técnicas de pesca adequadas para a região específica. Pesca Industrial: Qualificação: A pesca industrial tende a exigir uma qualificação mais formalizada e especializada, especialmente em embarcações maiores e mais tecnologicamente avançadas. Os profissionais da pesca industrial podem passar por treinamento específico para operar equipamentos complexos, como sonares, sistemas de navegação, maquinaria de processamento e técnicas de pesca avançadas. Além disso, a gestão da pesca industrial também pode envolver conhecimentos em regulamentações pesqueiras, gestão de estoques e questões ambientais. No entanto, é importante ressaltar que a qualificação da mão de obra pode variar amplamente de acordo com as características regionais, os requisitos legais e as práticas específicas de cada área pesqueira. A pesca artesanal também pode se beneficiar da aquisição de conhecimentos científicos e técnicas modernas de manejo sustentável, enquanto a pesca industrial pode contar com a participação de pescadores experientes e com conhecimento local.