Want to make creations as awesome as this one?

More creations to inspire you

7 CONTINENTS

Horizontal infographics

A2 - ABENTEUER AUTOBAHN

Horizontal infographics

STEVE JOBS

Horizontal infographics

OSCAR WILDE

Horizontal infographics

TEN WAYS TO SAVE WATER

Horizontal infographics

NORMANDY 1944

Horizontal infographics

LIZZO

Horizontal infographics

Transcript

ANÁLISE SWOT AUTOAVALIAÇÃO 2021/2022

Fatores positivos

Fatores negativos

FatoresInternos

FatoresExternos

FORÇAS

OPORTUNIDADES

AMEAÇAS

FRAQUEZAS

PONTOS FRACOS 1. Projetores multimédia obsoletos nalgumas salas de aula; 2. Falta de qualidade da ligação à internet (baixa largura de banda Wi-Fi) impeditiva de uma maior diversificação de estratégias de ensino-aprendizagem; 3. Baixa integração de sistemas de informação/ferramentas digitais, nas práticas profissionais e pedagógicas dos docentes/aluno; 4. Equipamentos e mobiliário desgastado e/ou obsoleto; 5. Resposta à manutenção de equipamentos informáticos; 6. Instalações da escola sede em obras com limitações que condicionam negativamente as aprendizagens e o bem-estar dos alunos, dos docentes e dos assistentes operacionais; 7. Escassez de espaços exteriores cobertos na escola sede; 8. Burocracia percecionada pelos docentes; 9. Alteração sistemática de procedimentos; 10. Inexistência de Assembleias de Delegados de Turma (2.º e 3.º Ciclo e Secundário).

PONTOS FORTES 1. Bom ambiente escolar sentido no agrupamento promotor da integração e da aprendizagem dos alunos, sendo socialmente acolhedor, inclusivo e respeitador da diferença; 2. Promoção de uma cidadania responsável e inclusiva; 3. Elevado clima de segurança; 4. Abandono inexistente e absentismo escolar residual; 5. Elevadas taxas cortais em todos os ciclos de ensino, o que concorre para a equidade e inclusão; 6. Elevadas taxas de sucesso e colocação no ensino superior; 7. Cultura autoavaliativa consolidada e exigente em sede das várias instâncias de gestão pedagógica; 8. Liderança (órgãos de direção e lideranças intermédias) facilitadora dos processos de equidade, inclusão, inovação e mudança; 9. EMAEI e SPO pilares de um Agrupamento inclusivo, onde todos os alunos têm as mesmas oportunidades, são valorizados e respeitados nas suas diferenças; 10. Contribuição e valorização da BE na dinamização de projetos e como lugar de desenvolvimento pessoal, cultural e científico; 11. Dedicação dos diretores de turma na informação aos pais /EE de todos os assuntos respeitantes aos seus educandos; 12. Funcionamento útil e eficaz do Gabinete SOS, que tem aperfeiçoado a sua atuação, ao longo dos anos, na problemática da indisciplina; 13. Assistentes Operacionais responsáveis, atentos, contribuindo para a criação de um contexto favorável ao bem-estar de todos os alunos que estão na escola; 14. Apoio e colaboração da Câmara Municipal e Junta de Freguesia na dinamização de atividades pedagógicas e na manutenção das escolas/JI; 15. Associação de Pais e Encarregados de Educação sensível aos problemas da Escola, com iniciativa e capacidade de intervenção, sempre disponível para colaborar; 16. Imagem positiva do agrupamento junto da comunidade educativa e no concelho; 17. Proximidade e boa comunicação entre as diferentes Escolas e elementos da comunidade educativa; 18. Política ambiental, de sustentabilidade e de educação para a Saúde implementada no agrupamento; 19. Divulgação das atividades do Agrupamento (página Web e BE); 20. Orientação vocacional realizada a todos os alunos do 9.º ano; 21. Distribuição do Kit Escola Digital; 22. Plano de recuperação das aprendizagens 21|23.

OPORTUNIDADES 1. Obras de requalificação da escola sede; 2. Plano de Ação de Desenvolvimento Digital das Escolas (PADDE); 3. Projeto MAIA (Monitorização, Acompanhamento e Investigação em Avaliação Pedagógica); 4. Adequações curriculares consistentes com a visão e o compromisso de escola estabelecidos no Perfil dos Alunos; 5. Aumento do acervo das Bibliotecas Escolares através de candidaturas a projetos; 6. Adesão a projetos inovadores no âmbito do bem-estar pessoal e emocional das crianças e dos jovens; 7. Transferência de competências na Educação para o Município e a delegação de competências no APJB e nas juntas de freguesia; 8. Proximidade da Escola com diversas instituições na área da Educação e da Cultura (IPVC e suas escolas; CMIA – Centro de Monitorização e interpretação Ambiental; Associação Geoparque Litoral de Viana do Castelo, rede museológica; Teatro…); 9. Oferta de um Plano de Formação muito abrangente disponibilizado pelo Centro de Formação Contínua de Viana do Castelo; 10. Colaboração dos encarregados de educação em iniciativas no âmbito da Educação, da Cultura, da Cidadania.

AMEAÇAS OU CONSTRANGIMENTOS 1. Excessiva burocracia e legislação dispersa no âmbito do trabalho docente (processos e procedimentos); 2. Descontentamento e desmotivação do corpo docente com as políticas educativas, estatuto da carreira docente e sistema de avaliação; 3. Pessoal docente envelhecido; 4. Limitações orçamentais; 5. Projeto MAIA (Monitorização, Acompanhamento e Investigação em Avaliação Pedagógica) face à dificuldade em aplicar em horários com um número excessivo de turmas/alunos; 6. Sobrecarga de tarefas no âmbito dos programas Escola Digital e Manuais Escolares sem reforço de meios humanos às escolas; 7. Adequações curriculares pouco consistentes com a visão e o compromisso de escola estabelecidos no Perfil dos Alunos; 8. Desvalorização da escola e do seu papel por parte de algumas famílias. 9. Espaços inadequados às novas práticas pedagógicas que a Era Digital exige e que implicam o uso de equipamentos tecnológicos.