Want to make creations as awesome as this one?

Trabalho de Biologia sobre a planta Fritillaria delavayi

More creations to inspire you

Transcript

Fritillaria delavayi

LER MAIS

2

1

Figura.1 - Fritillaria delavayi Esta planta tem entre três e cinco folhas verdes brilhantes e um caule curto e produz uma flor brilhante em forma de tulipa que possui tons de amarelo, uma vez por ano.

A perspetiva Lamarckista defende que a planta adquiriu essas características em vida para sobreviver, uma vez que, a sua colheita torna-se mais difícil ao camuflar-se. Logo, a planta adaptou-se ao ambiente.

Já a teoria Darwinista defende que as plantas mais coloridas e brilhantes (menos aptas) extinguiram-se, sendo impedidas de passar as suas características á descendência. Enquanto que as plantas mais escuras (mais aptas) sobreviveram, conseguindo passar as suas características á descendência, o que posteriormente levou a que a maior parte das plantas escurecessem.

Porque a planta está a escurecer?

Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Biologia e Geologia, por: - Diogo Gomes, nº7, 11ºC; - Eduardo Barros, nº8, 11ºC.

Figura.2 - Mudança de cor Na imagem seguinte, é possível observar a mudança de tons amarelos e verdes, para cinzentos e castanhos.

Esta planta muito procurada está a evoluir para se esconder do seu maior predador - os humanos. Muito procurada pela medicina tradicional chinesa para tratar doenças pulmonares, esta planta é muito colhida. Nas regiões onde a Fritillaria está a ser mais colhida, a planta está a crescer com folhas, caules e flores de cor castanha e cinzenta que se misturam com o terreno circundante. Além disso, esta espécie de Fritillaria em especifico (delavayi) não pode ser cultivada.

Yang Niu diz que o governo chinês está a tentar combater a crescente ameaça e tentar proteger a planta, uma vez que, a sobrevivência da Fritillaria está comprometida.

Contudo, Jill Anderson, apesar de admitir que se trata de uma "hipótese aliciante", não está completamente convencida de que são realmente os humanos a provocar esta alteração nas plantas. Afirma que o clima, a altitude ou um herbívoro que eles não conseguiram identificar podem ter contribuído para essa alteração.