Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Metodologia de intervenção social

Feito por: Lara Rocha N:11 Turma: APS21Disciplina: Comunidade e Intervenção Social Professor: Pedro Ramos

References

Conclusions

Development

Goals

Conceito de metodologia

Índice

O método é "a maneira de fazer (dizer ou ensinar) uma coisa seguindo certos princípios e com uma certa ordem". Trata-se de um conjunto concertado de operações e de implementações para atingir um ou vários objetivos.A metodologia é a parte de uma ciência que estuda os métodos aos quais se recorre;A metodologia permite-nos assim precisar e estudar as "maneiras de fazer"; a forma de proceder segundo uma certa ordem e seguindo princípios, isto é, o(os) método(s).

Conceito de metodologia

A metodologia desempenha um papel essencial no desenvolvimento de qualquer projeto Social, uma vez que quase todos os resultados finais estão condicionados pelo processo, pelo método e pelo modo como se obtiveram os resultados.

A metodologia e os projetos sociais

Responde à pergunta: Como se vai fazer?A apresentação da metodologia implica a definição de tarefas, de normas e de procedimentos para a sua execução.

Modelo de ação social

Modelo de planeamento social

Caracterizado por uma intervenção muito localizada

Caracterizado por uma intervenção de componente meso e macro mais evidente

Caracterizado por uma intervenção de perspetiva integrada

Modelo de desenvolvimento local

Segundo Jack Rothman

Modelos de intervenção social

Para que, efetivamente, se promova a mudança desejada, concretizada através de um projeto, é crucial um planeamento estruturado da ação que se pretende levar a cabo. Neste âmbito, podemos encontrar alguns métodos de investigação:

A flexibilidade da ação metodológica

ObservaçãoParticipação

Observação

Entrevista

Análise Documental

Estudo de Caso

Inquérito porQuestionário

Este é o método mais privilegiado em animação sociocultural, na medida em que este tem como objetivo a modificação da realidade social, agindo com vista à mudança;Assim podemos dizer que este é um método de “trabalho de campo”, que permite relacionar o individuo, o problema e o próprio investigador com a realidade social envolvente.

Investigação-ação

A investigação-ação é um processo coletivo de pesquisa e intervenção sobre a realidade é aqui que esta metodologia se cruza, se liga à animação sociocultural, porque estas partilham os mesmos objetivos e princípios.A principal vantagem deste método é que nos permite investigar uma determinada realidade e intervir nessa realidade ao mesmo tempo, sem separar estas duas realidades.

Comunicação efetiva

Relações

Podemos apontar quatro princípios básicos da Investigação-ação:
  • Tem que existir da parte dos agentes técnicos envolvidos a capacidade de escuta e atuação segundo padrões sociais e culturais apropriadas à escala do objeto social alvo.
  • Deve-se, ainda, ouvir todos os focos de atores, diversificando os universos de escuta, não mantendo os mesmos informantes privilegiados ao longo de todo o processo
  • Devem promover sentimentos de igualdade entre as pessoas envolvidas,
  • permitindo a resolução dos conflitos que, entretanto, surgem.
  • Deve-se aceitar as pessoas como elas são, encorajando relações sociais de cooperação.

Inclusão

Participação

Podemos apontar quatro princípios básicos da Investigação-ação:
  • Surge como produto dos três princípios anteriores, apesar de existir sempre o risco de exclusão de alguns atores.
  • A inclusão passa, também, pela rede de parcerias estabelecida com instituições envolvidas no projeto
  • Procura dos níveis mais significativos de envolvimento ativo da população, pensando em atividades de intervenção exequíveis do ponto de vista dos interesses e capacidades dos agentes envolvidos

Desvantagens

Vantagens

  • Depende-se das fontes que existem e da sua melhor ou pior qualidade, representatividade, do seu acesso, etc...;
  • A quantidade de informação recolhida é, em geral, enorme e dispersa, o que exige tratamento e análise mais demorados.

VS

  • Pode traduzir-se em informação diversa de acordo com as características do documento, quer sobre informação muito abrangente (estatísticas, por exemplo), quer sobre informação em profundidade (temas específicos);
  • Técnica que implica custos reduzidos

Técnicas e instrumentos da investigação-ação

O inquérito é uma técnica muito utilizada para recolher informações no âmbito da investigação.Para este autor a estrutura de um questionário, normalmente, baseia-se em três seções distintas: Introdução, é disponibilizada a informação sobre a problemática que está em análise, os respetivos objetivos e indicações que se revelam importantes para o preenchimento do questionário. Dados pessoais e profissionais, questões de índole pessoal e profissional;Dados de opinião, conjunto de questões que se destinam a recolher opiniões, posições, expetativas, representações dos respondentes face à situação ou problema que se está a investigar.

Inquérito

Orientada para o processo de criação de grupos de autoajuda em que o interventor assume um papel facilitador com uma forte componente socioeducativa;

Voltada para a resolução de problemas concretos, (orientação para o resultado) em que o interventor assume um papel de gestor de programas sociais

Orientada para a alteração dos sistemas de poder em presença em que o interventor assume um papel de ativista, advogado do sistema-cliente e negociador, aproximando-se da figura do militante”.