Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Trabalho de pesquisa e análise critica: Servidor de rede

Serviços de rede

Gestão de bases de dados

Processamento centralizado de pedidos

Centralização de recursos

Gestão de comunicação

Um servidor de rede informática desempenha várias funções cruciais para garantir o funcionamento eficiente e centralizado de uma rede, como por exemplo:

Principais funções de um servidor de rede informática

Windows Server

FreeBSD

macOS Server

Red Hat Enterprise Linux (RHEL)

Linux

Existem várias versões de sistemas operativos (S.O.) específicos para servidores de rede, cada uma com as suas características e funcionalidades específicas. Aqui estão algumas das mais utilizadas:

Versões de S.O. de servidor de rede

hardware

Documentação

Serviços de Rede

Monitorização

Sistema de segurança

instalação

O principal objetivo deste plano é detalhar os passos necessários para a instalação e configuração de um servidor de rede que suporte os serviços essenciais da organização. Este servidor irá centralizar recursos, processar pedidos de clientes, gerir a comunicação na rede, armazenar e gerir bases de dados e fornecer serviços de rede essenciais.

Plano de Instalação de um Servidor de Rede

utilizador

administrador

A definição de contas de utilizador e administrador é um passo crucial na configuração de um servidor de rede, garantindo que apenas utilizadores autorizados possam aceder aos recursos da rede e realizar tarefas administrativas. Aqui estão os passos e considerações para definir contas de utilizador e administrador:

Definição de contas de utilizador/administrador

Fim

O servidor permite que recursos como arquivos, impressoras e aplicativos sejam armazenados e geridos centralmente, facilitando o acesso e a partilha pelos utilizadores da rede.
O servidor gere a comunicação entre os dispositivos na rede, assegurando que dados sejam transmitidos corretamente e de maneira segura. Isto inclui a gestão de protocolos de comunicação e a manutenção de conexões estáveis.
servidor oferece vários serviços de rede essenciais, como serviços de email, hospedagem de websites, DNS (Sistema de Nomes de Domínio), DHCP (Protocolo de Configuração Dinâmica de Host), entre outros. Estes serviços são fundamentais para a operação contínua e eficiente da rede.
Ele administra bases de dados, permitindo a inserção, atualização, eliminação e recuperação de dados. Isto é essencial para aplicações que dependem de grandes quantidades de dados armazenados.
Windows Server 2022: A versão mais recente, com foco em segurança avançada, integração com Azure e suporte a contentores.Windows Server 2019: Conhecida pela sua robustez, inclui funcionalidades de Hiperconvergência e Windows Admin Center.Windows Server 2016: Introduziu avanços em virtualização, armazenamento e segurança.
Ubuntu Server: Popular pela sua facilidade de uso e forte comunidade de suporte. Versões LTS (Long Term Support) como a 20.04 são amplamente utilizadas.CentOS: Conhecida pela sua estabilidade e compatibilidade com Red Hat Enterprise Linux, sendo ideal para servidores de produção.Debian: Reconhecida pela sua robustez e segurança, é frequentemente usada em servidores devido ao seu ciclo de desenvolvimento conservador.
RHEL: Oferece um suporte empresarial robusto e é amplamente utilizada em ambientes corporativos que necessitam de um sistema seguro e estável.
SLES: Conhecida pela sua fiabilidade e suporte a longo prazo, é uma escolha popular em ambientes empresariais e para servidores SAP.(Um servidor SAP refere-se a um sistema informático que hospeda software da SAP "Systems, Applications, and Products in Data Processing".)
mac: Utilizado principalmente em ambientes Mac, oferece funcionalidades como gestão de dispositivos Apple, armazenamento em rede e serviços de rede.
Processador (CPU): Deverá ser potente, preferencialmente multi-core, para suportar múltiplas tarefas simultâneas.Memória (RAM): Quantidade adequada conforme a carga de trabalho esperada, no mínimo 16GB, mas preferencialmente 32GB ou mais.Armazenamento: Discos rígidos rápidos e de grande capacidade, SSDs para melhor desempenho. RAID para redundância e segurança dos dados.Placa de Rede: Pelo menos uma placa de rede Gigabit, preferencialmente com suporte a velocidades superiores.Fonte de Alimentação: Fiável e com capacidade suficiente para todos os componentes.Sistema de Arrefecimento: Adequado para evitar sobreaquecimento.
1-Escolha do Sistema Operativo:Determinar o sistema operativo mais adequado (Windows Server, Ubuntu Server, CentOS, etc.).2-Procedimentos de Instalação:Preparação do Suporte de Instalação: Criação de uma pen USB ou utilização de um CD/DVD de instalação.Configuração da BIOS/UEFI: Ajustar a ordem de arranque para iniciar a partir do suporte de instalação.Instalação do S.O.: Seguir o assistente de instalação, configurar partições, definir utilizadores e senhas iniciais.
Active Directory (se aplicável): Configurar um domínio e adicionar contas de utilizadores.Servidor de Ficheiros: Configurar pastas partilhadas e permissões de acesso.Servidor de Impressão: Configurar e partilhar impressoras na rede.Serviço DHCP: Configurar para atribuir endereços IP automaticamente.Serviço DNS: Configurar para resolver nomes de domínio dentro da rede.Serviço de Email: Configurar servidores de email, se necessário.
Firewall: Configurar regras de firewall para proteger contra acessos não autorizados.Antivírus/Anti-malware: Instalar e configurar software de proteção contra vírus e malware.Políticas de Segurança: Definir políticas de senha, encriptação de dados, e auditorias de segurança.Backups: Configurar um sistema de backups regular e armazenamento seguro desses backups.
Monitorização de Rede: Utilizar ferramentas como Nagios, Zabbix ou PRTG para monitorizar o desempenho da rede e do servidor.Logs do Sistema: Configurar a recolha e análise de logs para identificar e solucionar problemas rapidamente.Alertas: Configurar alertas para notificar administradores em caso de falhas ou comportamentos anómalos.
Configurações de Hardware e Software: Documentar todas as especificações e configurações do hardware e software instalados.Configurações de Rede: Documentar a topologia da rede, endereços IP, configurações de DNS, DHCP, etc.Políticas de Segurança: Documentar todas as políticas de segurança implementadas.Procedimentos de Backup e Recuperação: Documentar a estratégia de backup e os passos para a recuperação de dados.Procedimentos de Manutenção: Incluir instruções para manutenção regular e resolução de problemas comuns.
Ele processa pedidos dos clientes na rede, executando tarefas e operações solicitadas, como o acesso a dados ou execução de programas, de forma eficiente e rápida.
Objetivo:Fornecer acesso controlado aos recursos da rede para os utilizadores finais.Garantir que cada utilizador tenha um perfil personalizado com permissões apropriadas.Criação de Contas:Nome de Utilizador: Escolher nomes de utilizador únicos e identificáveis (e.x., joao.silva, maria.santos).Senha: Definir uma política de senhas forte (comprimento mínimo, complexidade, validade).Grupo de Utilizadores: Atribuir os utilizadores a grupos com base nas suas funções (e.x., staff, marketing, IT).Perfis de Utilizador: Configurar perfis que especifiquem as permissões e recursos acessíveis por cada grupo.Permissões e Acessos:Acesso a Pastas e Ficheiros: Definir permissões de leitura, escrita e execução conforme necessário.Recursos de Rede: Configurar acesso a impressoras, aplicações e outros recursos de rede.Políticas de Segurança:Políticas de Senhas: Implementar políticas para senhas seguras (expiração, histórico de senhas).Autenticação Multifator (MFA): Implementar MFA para aumentar a segurança do acesso.
Objetivo:Garantir que apenas utilizadores com privilégios elevados possam executar tarefas administrativas críticas.Proteger o sistema contra acessos não autorizados e potenciais danos.Criação de Contas:Nome de Administrador: Utilizar nomes distintos e segurar que não são óbvios (evitar "admin" genérico).Senha de Administrador: Definir senhas complexas e alterar regularmente.Grupos de Administradores: Criar grupos específicos para administradores com diferentes níveis de acesso (e.x., admin_senior, admin_junior).Permissões e Acessos:Privilégios Elevados: Conceder acesso a configurações críticas do sistema, serviços de rede, e bases de dados.Segregação de Funções: Limitar o número de administradores e distribuir responsabilidades para minimizar riscos.Políticas de Segurança:Registo de Atividades (Logging): Configurar logs detalhados das atividades dos administradores para auditoria e monitorização.Autenticação Multifator (MFA): Implementar MFA para todas as contas de administrador.Acesso Remoto Seguro: Garantir que o acesso remoto dos administradores seja seguro (VPNs, SSH com autenticação de chave pública).