Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

A Lenda da Moura Salúquia e o Castelo de Moura

Trabalho de grupo

Professor/a: Hermenegildo

Turma: 6ºA

Disciplina: Português

Trabalho de grupo

Filme: Rita Paias Silva Nº19Miguel Ângelo Nº17Matilde Salvador Nº16Matilde Alegria Nº15Martim Lages Nº12Maria Fialho Palma Nº11Luísa Engrola Nº9José Pedro Coelho Nº6Gonçalo Moura Nº5

Power Point:Rita Chibito Silva Nº18Luís Lucas Nº8Filipa Floreano Nº3David Coelho Nº2

Genialy:Filomena Sofia Coelho Nº4

O Castelo de Moura

Introdução Contextual

O Castelo de Moura está localizado na cidade de Moura, no distrito de Beja, região do Alentejo, Portugal. Este castelo é um exemplo notável da arquitetura militar medieval e tem uma história rica, refletindo as diversas influências culturais e políticas que marcaram a região ao longo dos séculos.

Linha do Tempo

Período Islâmico (Século VIII - Século XII)

  • Construção inicial da fortificação pelos muçulmanos, que chamaram a cidade de Al-Manijah. A fortificação foi importante durante a ocupação mourisca, resistindo a várias tentativas de reconquista cristã.

Reconquista Cristã (Século XIII)

  • Em 1232, durante o reinado de D. Sancho II, a cidade e o castelo são definitivamente reconquistados pelos cristãos;
  • Atribuição do castelo à Ordem de Santiago, que promoveu várias reformas e reconstruções;
  • O castelo é hoje um monumento nacional e um ponto de interesse histórico e cultural.

Personagens Históricos

  • D. Sancho II: Rei de Portugal responsável pela reconquista da cidade de Moura;
  • Ordem de Santiago: Ordem militar e religiosa que teve um papel crucial na defesa e administração do castelo;
  • Moura Salúquia: Figura lendária associada ao castelo, uma moura que, segundo a lenda, se atirou da torre do castelo para não ser capturada.

Contexto Social e Cultural

  • Influência Mourisca: Arquitetura e cultura refletidas nas estruturas do castelo e nas lendas locais.

  • Reconquista Cristã: Transformações sociais e religiosas significativas após a reconquista.

Roteiro

• Observação das muralhas e das portas fortificadas; • Breve explicação sobre a arquitetura e as técnicas de construção.

Entrada Principal:

  • Subida à torre principal, com vista panorâmica da cidade e arredores;
  • Exposição sobre a história militar do castelo e suas reformas ao longo dos séculos.

Torre de Menagem:

Museu no Castelo:

  • Exibição de artefatos arqueológicos encontrados no local, incluindo itens romanos, islâmicos e medievais;
  • Painéis informativos sobre a história do castelo e das pessoas que o habitaram.

Capela do Castelo:

  • Visita à capela e explicação sobre seu papel histórico e religioso;
  • Destaque para a arquitetura gótica e os elementos decorativos.

Passeio pelas Muralhas:

• Caminhada ao longo das muralhas, com paradas nos baluartes e torres; • Informações sobre as estratégias defensivas e a importância das fortificações na história regional.

Jardins do Castelo:

• Exploração dos jardins adjacentes, que oferecem uma visão sobre a vida cotidiana no castelo durante os tempos de paz; • Espaço para reflexão e apreciação da paisagem circundante.

A lenda da moura Salúquia

A lenda da Moura Salúquia remonta ao tempo em que a região de Moura estava em poder dos mouros e que os reis cristãos da Península, nomeadamente D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, se esforçavam por reconquistar para a cristandade.

A lenda da moura Salúquia

Salúquia era filha do governador muçulmano Abu Hassan e estava noiva de um jovem que fora nomeado alcaide do castelo. Debruçada do alto de uma das torres, aguardava ansiosamente a chegada do seu noivo, que partira para combater os portugueses. Estes, porém, avançando à conquista da povoação fizeram uma emboscada ao jovem mouro e mataram-no, assim como aos seus companheiros. Vestiram os seus trajes e com este ardil conseguiram que lhes abrissem as portas do castelo.

A lenda da moura Salúquia

Percebendo o embuste, a bela moura Salúquia, preferindo a morte a ser escrava e cativa dos cristãos, atirou-se da torre. E assim se explica a origem do nome Moura.

Filme

Conclusão

A relação entre o Castelo de Moura e a lenda da Moura Salúquia é um exemplo fascinante de como a história e a mitologia local podem se interligar para formar uma narrativa rica e multifacetada. A lenda não apenas enriquece a história do castelo, mas também reforça a identidade cultural da cidade de Moura, oferecendo uma ponte entre o passado e o presente, e destacando a importância de preservar tanto o patrimônio material quanto o imaterial da região.

Obrigado pela vossa atenção!