Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

ESTATÍSTICA DESCRITIVA

NOÇÕES ESTATÍSTICA

Trabalho realizado por: Isis Vaz Nº 2023114 Design e Multimédia

começar

05

MEDIDAS DESCRITIVAS

04

GRÁFICOS

03

TABELAS

02

CONCEITOS FUNDAMENTAIS E DEFINIÇÕES

01

ÍNDICE

O QUE É A ESTATÍSTICA DESCRITIVA ?

O QUE É A ESTATÍSTICA DESCRITIVA ?

O QUE É A ESTATÍSTICA DESCRITIVA ?

  • Ramo da estatística que se foca na organização, descrição, análise e interpretação dos dados originais de estudos;
  • Etapa inicial da análise de dados e tem como objetivo descrever os dados observados;
  • Utiliza várias técnicas e medidas para resumir as informações contidas nos dados, como a média, a mediana, a moda, o desvio padrão, os percentis, os histogramas, entre outros;
  • Estas ferramentas ajudam a compreender a distribuição dos dados, identificar tendências, outliers, padrões e características essenciais presentes nos conjuntos de dados analisados.

CONCEITOS FUNDAMENTAIS E DEFINIÇÕES

  • Quantitativa Discreta;
  • Quantitativa Contínua.
  • Qualitativa Nominal;
  • Qualitativa Ordinal;
  • Qualitativa;
  • Quantitativa;

CONCEITOS FUNDAMENTAIS E DEFINIÇÕES

  • População e Amostra;
  • Variáveis;

TABELAS

Forma de organizar e resumir dados categóricos ou discretos, mostrando o número de vezes que cada categoria ocorre nos dados. Essa tabela é útil para visualizar a distribuição dos dados e identificar padrões ou tendências.Por exemplo, cor favorita de cada uma das 50 pessoas questionadas.

TABELA DE FREQUÊNCIA

É uma representação tabular dos dados que são agrupados em intervalos ou classes para dados contínuos. Esta tabela é utilizada para quando lidamos com dados numéricos contínuos e desejamos resumir a distribuição dos valores em intervalos ou classes.Por exemplo, distribuição da faixa etárica de 47 pessoas.

TABELA DE DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIAS

É uma ferramenta estatística que fornece uma síntese das principais características de um conjunto de dados numéricos. Esta tabela resume informações importantes sobre a distribuição dos dados, incluindo medidas de tendência central, dispersão e outras estatísticas descritivas.

  • Média: Representa o valor médio dos dados.
  • Mediana: É o valor que divide os dados em duas partes iguais.
  • Moda: É o valor mais frequente no conjunto de dados.
  • Desvio Padrão: Indica a dispersão dos dados em torno da média.
  • Mínimo e Máximo: São os valores mínimo e máximo observados nos dados.
  • 1º Quartil (Q1), Mediana (Q2) e 3º Quartil (Q3): São os valores que dividem os dados em quartis, representando os 25%, 50% e 75% dos dados, respetivamente.

TABELA DE MEDIDAS

GRÁFICOS

Organização dos dados numa tabela

Um gráfico de barras que mostra a distribuição de frequência dos dados contínuos em intervalos ou classes. É útil para visualizar a forma da distribuição dos dados. Exemplo: Distribuição das idades dos habitantes de uma aldeia

HISTOGRAMA

Organização dos dados num histograma

75 a 89 anos

61 a 74 anos

46 a 60 anos

31 a 45 anos

16 a 30 anos

1 a 15 anos

Organização dos dados numa tabela

Representa as frequências ou proporções de diferentes categorias ou grupos. É útil para comparar quantidades ou categorias distintas. Exemplo: Quantidade de compras de uma loja na sua aplicação e no seu website.

GRÁFICO DE BARRAS

Organização dos dados num Gráfico de Barras

Organização dos dados numa tabela

Mostra a composição proporcional de um conjunto de dados por meio de setores circulares. É útil para destacar a contribuição relativa de cada categoria.Exemplo: Satisfação ou insatisfação dos clientes relativamente a um produto.

GRÁFICO CIRCULAR

20%

40%

30%

10%

Organização dos dados num Gráfico Circular

Organização dos dados numa tabela

Conecta pontos de dados com linhas, sendo útil para mostrar tendências ao longo do tempo. Exemplo: A temperatura máxima e a temperatura mínima de um local durante uma semana.

GRÁFICO DE LINHAS

Organização dos dados num Gráfico de Linhas

24, 29, 30, 30, 36, 38, 41, 41, 45, 48

1. Ordenar os números do menor para o maior

30, 45, 41, 24, 48, 38, 41, 29, 30, 36

Representa a distribuição dos dados em quartis, mostrando a mediana e os valores atípicos. É útil para visualizar a dispersão dos dados e identificar valores extremos.Exemplo: Uma amostra das idades de 10 pessoas de uma empresa:

DIAGRAMA DE CAIXAS

Mediana = 37

=37

36+38

24, 29, 30, 30, 36, 38, 41, 41, 45, 48

2. Encontrar a mediana

Mínimo = 24 Máximo = 48

4. Encontrar o mínimo e o máximo

38, 41, 41, 45, 48 Q3 = 41

24, 29, 30, 30, 36 Q1 = 30

3. Encontrar os quartis

2. Desenhar uma caixa que represente o primeiro quartil e outra que representa o segundo passando pela mediana

1. Criar uma reta em que os números das idades se incluam nela

Com os dados já organizados, prosseguimos para a criação do gráfico:

E temos aqui o nosso produto final

3. Desenhar uma linha até ao mínimo do Q1 e até ao máximo do Q3

Com os dados já organizados, prosseguimos para a criação do gráfico:

MEDIDAS DESCRITIVAS

Tendência Central

  • Média: Representa o valor médio do conjunto de dados.
  • Mediana: Valor que divide os dados em duas partes iguais quando ordenados.
  • Moda: Valor mais frequente no conjunto de dados.

As medidas descritivas são ferramentas fundamentais da Estatística Descritiva, que tem como objetivo descrever, resumir e interpretar os dados de forma clara e concisa. Estas medidas fornecem informações importantes sobre a distribuição, centralidade e dispersão dos dados, possibilitando uma compreensão mais aprofundada do conjunto de dados analisados.

MEDIDAS DESCRITIVAS

Dispersão

  • Desvio Padrão: Medida de dispersão que indica o quanto os dados variam em relação à média.
  • Variância: Medida que expressa o quanto os dados se afastam da média ao quadrado.
  • Amplitude: Diferença entre o maior e o menor valor do conjunto de dados.
Posição
  • Percentis: Dividem os dados ordenados em 100 partes iguais.
  • Quartis: Dividem os dados ordenados em quatro partes iguais.
Forma da Distribuição
  • Assimetria: Indica a falta de simetria na distribuição dos dados.
  • Curtose: Mede o pico da distribuição e a concentração de valores em torno da média.