Want to make creations as awesome as this one?

More creations to inspire you

RUGBY WORLD CUP 2019

Horizontal infographics

GRETA THUNBERG

Horizontal infographics

FIRE FIGHTER

Horizontal infographics

VIOLA DAVIS

Horizontal infographics

LOGOS

Horizontal infographics

ALEX MORGAN

Horizontal infographics

Transcript

Colocação/isolamento dos doentes

Precauções Básicas do Controlo da Infeção

Higiene das Mãos

Etiqueta respiratória

Uso adequado dos EPI's

Descontaminação do material e equipamento

Controlo ambiental

Recolha segura de resíduos

Práticas seguras na preparação e administração de injetáveis

Manuseamento seguro das roupas

Exposição de risco no local de trabalho

Uso adequado dos EPI's

  • Uso obrigatório de máscaras por todos os funcionários, visitantes e residentes (quando possível)
  • Utilização de EPIs adequados, como máscaras, luvas, aventais e protetores faciais, especialmente ao cuidar de residentes suspeitos ou confirmados com COVID-19.
O objetivo é proteger os profissionais de saúde e os residentes contra a exposição a agentes infecciosos, garantindo o uso correto e adequado dos EPIs.

Exposição de risco no local de trabalho

O risco de exposição a agentes microbianos transmissíveis pelo sangue e fluidos orgânicos é um dos riscos mais importantes a que os profissionais de saúde estão sujeitos. Todos os profissionais devem conhecer os procedimentos a seguir no caso de ocorrer exposição significativa.

Controlo ambiental

  • estar livre de objetos e equipamentos desnecessários a fim de facilitar a limpeza
  • encontrar-se limpo, seco e em bom estado de conservação
  • ser limpo regularmente de acordo com as especificações - recomenda-se uma solução de detergente de uso geral em água quente. A solução deve ser diluída na altura do uso e de acordo com as indicações do fornecedor e, substituída com regularidade (no mínimo ao fim de 1 hora), na mudança de uma área para outra (entre cada quarto ou enfermaria) e quando se apresenta visivelmente suja.

O ambiente deve:

Práticas seguras na preparação e administração de injetáveis

Na preparação e administração de injetáveis deve-se:

  • usar técnica assética para evitar a contaminação do material de injeção estéril.
  • não administrar medicamentos a múltiplos doentes usando a mesma seringa, mesmo que a agulha ou cânula tenham sido mudadas.
  • usar sempre que possível embalagens de dose única para medicamentos injetáveis.
  • se for necessário usar embalagens de doses múltiplas, tanto a agulha/cânula, como a seringa e/ou sistema e prolongamentos usados para aceder à embalagem, devem estar estéreis.

Etiqueta respiratória

A etiqueta respiratória é composta por um conjunto de medidas individuais a cumprir por doentes, visitantes, profissionais de saúde, voluntários e comunidade em geral, destinadas a conter as secreções respiratórias, de forma a minimizar a transmissão de agentes infecciosos por via aérea ou através de gotículas, sendo que:

  • Deve-se cobrir o nariz e a boca com lenços de papel ao tossir e espirrar
  • Colocar os lenços de papel utilizados no lixo
  • Se não tiver um lenço de papel, espirrar para a dobra do braço/cotovelo e não para a mão
  • Higienizar as mãos após contacto com secreções respiratórias
  • Evitar tocar nas mucosas dos olhos, boca ou nariz

Higiene das mãos

  • Lavagem frequente e adequada das mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos
  • Uso de soluções alcoólicas (álcool gel) com pelo menos 60% de álcool quando a lavagem das mãos não for possível.
O objetivo é reduzir a transmissão de agentes patogénicos através de uma prática adequada de higiene das mãos.

Descontaminação do material e equipamentos

  • Limpeza e desinfeção frequente dos equipamentos utilizados, superfícies de alto contacto, como maçanetas, corrimãos, interruptores de luz e áreas comuns.
  • Uso de produtos de limpeza e desinfetantes aprovados e eficazes contra o coronavírus
O objetivo é garantir que todos os equipamentos e superfícies utilizadas nos cuidados de saúde estejam limpos e desinfetados, minimizando o risco de transmissão de infeções.

Recolha segura de resíduos

  • Os resíduos provenientes da prestação de cuidados de saúde devem ser triados e eliminados junto ao local de produção, e separados imediatamente de acordo com os grupos a que pertencem
  • Depois de acondicionados no saco e/ou contentor, os resíduos não devem ser manipulados
  • Tanto os sacos de recolha de resíduos, como os contentores de cortoperfurantes, não devem ser cheios até mais de 2/3, de modo a possibilitar o seu encerramento seguro.
  • Os contentores (reutilizáveis e com saco a forrar o seu interior) para recolha de resíduos junto ao local de produção, devem ser facilmente higienizáveis e mantidos limpos.
  • Devem permitir a sua abertura sem o uso das mãos.

Colocação/isolamento dos doentes

  • Monitorizar diariamente os sintomas de COVID-19 em residentes e funcionários.
  • Isolar imediatamente residentes suspeitos ou confirmados com COVID-19 em quartos específicos.
O objetivo desta medida é impedir o contágio de infeções através do isolamento apropriado de pacientes ou residentes infetados.

Manuseamento seguro da roupa

Toda a roupa usada deve:

  • ser considerada como contaminada
  • ser separada no local de produção, deve sê-lo, não pelo nível de contaminação (pois toda a roupa usada está contaminada) mas sim, de acordo com as caraterísticas dos tecidos e respetiva sensibilidade ao calor (p.ex tecidos termosensíveis), ou outras características que requeiram tratamento especial (p.ex a roupa dos bebés por ser de dimensões reduzidas, os cobertores, robes
  • ser depositada de imediato após a remoção, em contentor que deverá estar disponível junto do local de produção