Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Carregar

Apresentação

processos de separação de materais

Realizado por:Bernardo Soares Nº 6Afonso Mendes Nº 1 Afonso Monteiro Nº 2 7º E

RESUMO

A grande maioria dos materiais existentes na Natureza é uma mistura de várias substâncias. Por vezes é necessário separá-las para depois as poder usar. Como consegui-lo? Conheces já algumas propriedades que permitem distinguir e classificar diversos tipos de materiais. Podes distinguir substâncias com base em propriedades como o ponto de ebulição, o ponto de fusão, a densidade e a solubilidade. Usando as diferentes propriedades das substâncias, vamos procurar processos físicos que permitam separar as substâncias constituintes de uma mistura, sem as alterar quimicamente. Isto significa que após a separação das diferentes substâncias que constituem a mistura, podes sempre voltar a obter a mistura inicial juntando novamente todas elas.

DECANTAÇÃO

CRISTALIZAÇÃO

DESTILAÇÃO

ÍNDICE

DECANTAÇÃO

Usa-se para conseguir fazer a separação dos componentes de misturas heterogêneas com as seguintes carateristicas:Formadas por um liquido e um sólido que não está dissolvido. Exemplos: água barrenta, água e areia.Formadas por dois ou mais liquidos imiscíveis, isto é, que não se dissolvem. Exempolos; água e óleo, água e gasolina.

+ INFO

cristalização

A cristalização de uma substância dissolvida num líquido pode ser conseguida por técnicas diferentes, dependentes da mistura e das propriedades da substância que se pretende isolar: A fusão seguida de arrefecimento pode também permitir a cristalização. Usada geralmente para eliminar impurezas de uma substância. Por aquecimento a altas temperaturas a substância funde. Por arrefecimento volta a cristalizar, originando cristais com maior grau de pureza. Exemplos: Purificação do enxofre. Na cristalização , apenas se recupera o constituinte sólido, pois o líquido perde-se (por evaporação). Quando é importante, recuperar também o líquido, deve utilizar-se a destilação! A evaporação permite separar o componente líquido dos componentes sólidos de uma solução, mas com perda do componente líquido. Após a completa evaporação do solvente, obtém-se os cristais da substância dissolvida. O tamanho dos cristais depende da velocidade de evaporação do solvente; quanto mais lenta a evaporação maiores os cristais que se formam. Por este processo podem separar-se várias substâncias dissolvidas numa solução, desde que apresentem diferentes solubilidades. Quando o solvente começa a evaporar, a substância menos solúvel é a primeira a precipitar (devido à redução do volume de solvente a solução ficou saturada dessa substância). Os cristais formados podem ser separados por decantação ou filtração. A solução ainda contendo os restantes componentes é colocada de novo a evaporar. À medida que o solvente vai evaporando vão precipitando sucessivamente, e sendo retirados, as diferentes substâncias dissolvidas na solução, por ordem crescente de solubilidades. A este processo dá-se o nome de cristalização fracionada.

Sections like this help you create order

+ INFO

DESTILAÇÃO SIMPLES - usa-se para separar sólidos de líquidos ou líquidos que tenham pontos de ebulição diferentes. A mistura é aquecida num balão de destilação e o componente que evapora a mais baixa temperatura é o primeiro a ser extraído. Quando este,contacta as paredes arrefecidas do condensador, ocorre a condensação e pode ser guardado no recipiente de recolha. Aplicações - Sal da água salgada, onde a água evapora e o sal fica no balão; Alcool da água, pois o álcool ferve à temperatura de 78,5 ºC e a água ferve a 100 ºC. O álcool ferve primeiro e é primeiro recolhido. DESTILAÇÃO FRACCIONADA - é uma destilação usada para misturas em que os componentes apresentam temperaturas de ebulição muito próximas. Antes de atingirem o condensador, os vapores têm de conseguir subir uma coluna de fracionamento. Quanto mais voláteis são, mais rapidamente conseguem chegar ao topo da coluna e por tal, mais depressa são destilados. A solução no balão é aquecida, até que o líquido com menor ponto de ebulição comece a evaporar. Ao evaporar, ele só tem o condensador como caminho a seguir. As paredes do condensador são frias, pois à sua volta passa água fria. Ao entrar em contacto com essas paredes frias, o vapor vai condensar, retornando ao estado líquido. Após algum tempo, todo o líquido de menor ponto de ebulição terá passado para o gobelé, e sobrará a outra substância (o líquido com maior ponto de ebulição, ou o sólido consoante o caso) no balão de vidro.

DESTILAÇÃO

+ INFO

PERGUNTA

FIM

Esperamos que tenham gostado!!

O mais denso (o mais pesado) fica no fundo da ampola de decantação ou funil de decantação, enquanto o mais leve fica na parte superior da ampola. Por controlo da torneira da ampola, consegue extrair primeiro a fase mais densa, ficando na ampola a fase menos densa. Como a ampola de decantação possui uma torneira na base, abrindo-a deixa-se sair para outro recipiente a fase líquida mais densa. Em seguida deixa-se sair para outro recipiente a fase líquida menos densa

A destilação é um método de separação baseado no fenómeno de equilíbrio líquido-vapor de misturas. Em termos práticos, quando temos duas ou mais substâncias formando uma mistura líquida e homogénea, a destilação pode ser um método para separá-las. Basta apenas que tenham volatilidades razoavelmente diferentes entre si (ou seja, que os seus pontos de ebulição sejam relativamente afastados). É possível também fazer a separação de um líquido volátil de um sólido não volátil. Exemplo a bebida alcoólica. A bebida é feita pela condensação dos vapores de álcool que escapam mediante o aquecimento de um mosto fermentado. Como o ponto de ebulição do álcool é menor que o da água presente no mosto, o álcool evapora, dando-se assim a separação da água e o álcool. Destilação é o processo de vaporizar o líquido para depois condensá-lo e recolhê-lo em um outro recipiente.

Exemplos: Cristalização do sal dissolvido na água; cristalização dos diversos minérios constituintes do magma.