Want to make creations as awesome as this one?

Transcript

Biologia e Geologia 10A

Começar

Fermentação alcoólica

Aureane Boavida 04Eliandro Pina 07Isaías Sopite 10Joana Espada 12
Observação ao microscópio ótico composto
Webgrafia
Resultados da atividade laboratorial
Conclusão
Dados da atividade laboratorial
Introdução

índice

Fermentação alcoólica

01

Introdução

Fermentação alcoólica

Fermentação

A Fermentação é um processo de libertação de energia que acontece sem a participação de oxigénio, portanto, anaeróbia. Neste caso, a oxidação da glicose é incompleta, pelo que o rendimento energético é de 2 ATP. Este processo ocorre no citoplasma das células, compreendendo apenas duas fazes: Glicólise e a redução do piruvato.A Fermentação alcoólica é um processo realizado por leveduras e outros organismos, no qual produz etanol e dióxido de carbono.As leveduras são utilizadas na produção de vinho, cerveja, pão e outros.

+ INFO

02

Dados da atividade laboratorial

Fermentação alcoólica

Biológico:- Farinha de trigo- Fermento de padeiro (levedura)- Água

Procedimento:

  1. Identicamos cada um dos gobelés de 250 cm³ com A.B.C.D.
  2. Pesamos 50 g de farinha, adicionamos a levedura e 40 cm³ de água para os gobelés A, B e C.
  3. Fizemos o mesmo para o gobelé D, mas sem adicionar a levedura.
  4. Com a folha de aluminio, cubrimos os quatro gobelés.
  5. Com um um marcador, marcamos a altura inicial da massa em cada gobelé.
  6. Colocamos os gobelés C e D na estufa a 30 ⁰C, o B no frigorífico à ± 5 ⁰C e o A à temperatura ambiente.
  7. Marcamos a altura da massa em cada gobelé ao fim de uma semana e registamos os resultados.

Material:- 3 gobelés de 50 cm³- 4 gobelés de 250 cm³- Folha de alumínio- Estufa regulada para 30 ⁰C- Frigorifíco regulado para 5ºC- Papel de limpeza- Microscópio ótico composto- Lâminas- Lamelas- Conta-gotas

03

resultados da atividade laboratorial

Fermentação alcoólica
  • Altura em A: 3 cm, Final - 4 cm (cheiro à álcool mais forte do que em A) – Estufa ;
  • Altura em B: Inicial - 1.5 cm, Final - 1.8 cm (quase inodor e com uma camada de água por cima da massa) – Frigorífico ;
  • Altura em C: Inicial - 2 cm, Final - 2.5 cm (cheiro à álcool muito forte) – Ambiente;
  • Altura em D: Inicial - 2 cm, Final - 2.4 cm (cheiro mais leve e uma camada de água por cima) – Estufa.

resultados

Observação Ao microscópio ótico composto

04

Fermentação alcoólica

Saccharomyces cerevisiae é um organismo eucariota unicelular que pertence ao reino dos Fungos. É a levedura utilizada na produção do pão e também da cerveja, além de ser usada para a produção de álcool combustível. Ela é utilizada como base para muitas indústrias, como a de panificação e de bebidas. Esse fungo é utilizado como fermento biológico, por libertar dióxido de carbono, por exemplo, na massa de pão, fazendo-a levedar.

Observação no microscópio ótico composto

As leveduras podem se reproduzir sexuadamente e assexuadamente. No caso da Saccharomyces cerevisiae, a levedura reproduz-se assexuadamente, onde uma levedura maior (Mãe) divide-se e dá origem a uma levedura menor (Broto) devido a um processo chamado mitose.

Levedura Saccharomyces cerevisiae

05

Conclusão

Fermentação alcoólica

Com base nos resultados da atividade laboratorial, a temperatura, como variável independente, afeta a atividade do fermento de padeiro e, consequentemente, o volume da massa (variável dependente). A levedura Saccharomyces cerevisiae, usada no fermento de padeiro, tem uma faixa de temperatura ideal para fermentação que geralmente varia entre 25°C e 30°C. Se a temperatura for mais alta, perto dos 35º multiplicam-se mais rapidamente e produzem mais dióxido de carbono (CO₂), que é responsável pelo crescimento do volume da massa, mas se a temperatura for muto baixa as leveduras tornam-se inativas e não ocorre a formação do dióxido de carbono, logo, não ocorre a fermentação.

Conclusão

Fermentação alcoólica

+ INFO

Em quais situações de temperatura as leveduras atuam

Fermentação alcoólica

Vídeo

Observação de leveduras pelo MOC

Saccharomyces cerevisiae

Produtos da Fermentação alcoólica

Saccharomyces cerevisiae

Informações

Webgrafia

Imagens

Obrigada!

ALUNOS DO 10A Biologia e Geologia
  • No gobelé A - 19°C, a atividade da levedura será mais lenta, resultando em uma produção mais lenta de CO₂ em um período de tempo.
  • No gobelé B - 5⁰C, as leveduras ficam inativas, logo, o CO₂ é produzido em quantidades mínimas, fazendo com que não haja fermentação. Devido à densidade da farinha, a água se separa e deixa de ser uma solução homogénea.
  • No gobelé C - 30⁰C, a levedura está próxima da temperatura ideal, o que maximiza a sua atividade, logo, a produção de CO₂ será mais rápida e eficiente, resultando em um aumento mais rápido do volume da massa.
  • No gobelé D - 30⁰C, a água por apresentar uma densidade menor que a farinha, e por não haver a presença de leveduras na massa, a farinha tende a ficar separada da água e não ocorre a formação de CO₂, logo, não ocorre a fermentação.

Na atividade laboratorial

Na fermentação alcoólica, o ácido pirúvico é descarboxilado a acetaldeído que é usado como aceitador final de eletrões, originando o Etanol.

C⁶H¹²O⁶ + 2ADP + 2Pi 2 Etanol + 2CO² + 2ATP

fórmula química